Dow Jones fecha praticamente estável

O índice seletivo S&P 500 avançou 0,17% para 1.365,74 pontos

Nova York – O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou nesta sexta-feira em leve queda de 0,01%, sem conseguir alcançar os 13 mil pontos, graças à divulgação de notícias macroeconômicas díspares nos Estados Unidos.

Esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, perdeu 1,74 pontos, para 12.982,95. Por outro lado, o índice seletivo S&P 500 avançou 0,17% para 1.365,74 pontos, enquanto o indicador da bolsa eletrônica, a Nasdaq, avançou 0,81%, fechando aos 2.963,75 pontos.

O pregão nova-iorquino anotou fechamento misto dividido entre o aumento, em fevereiro, da confiança dos consumidores americanos até o nível mais alto em um ano, segundo a Universidade de Michigan, e a queda de 0,9% da venda de casas novas no país neste mês, de acordo com o Departamento de Comércio.

Por isso, cerca de metade dos componentes do Dow Jones fecharam em baixa, liderados por Bank of America (-1,75%) e Hewlett-Packard (-1,52%), que ainda sofre os efeitos de ter anunciado, há dois dias, que no primeiro trimestre de seu ano fiscal teve queda de 43,6% nos lucros.

As altas tiveram como destaque American Express (1,25%) e as petrolíferas Chevron (0,67%) e Exxon (0,37%), depois que o petróleo do Texas teve avanços pelo sétimo dia consecutivo.

Fora do Dow Jones, a seguradora American International Group (AIG) teve alta de 1,5%, um dia após anunciar que seu lucro no último trimestre de 2011 subiu 77% até ficar em US$ 19,800 bilhões.

No mercado Nasdaq, a Apple avançou 1,17 % depois que um tribunal chinês rejeitou a solicitação da empresa Proview contra a multinacional americana para que retire o iPad das lojas do país.