Dow Jones fecha em baixa de 0,29%

Segundo dados provisórios, o seletivo S&P 500 cedeu 0,13%, até 1.404,11 pontos, enquanto o índice composto da bolsa eletrônica Nasdaq avançou 0,05% até 3.022,52 unidades

Nova York – O índice Dow Jones Industrial da Bolsa de Nova York fechou nesta segunda-feira em baixa de 0,29%, aos 13.169,43 pontos, em um dia marcado pelo forte arrefecimento da economia japonesa durante o segundo trimestre do ano.

Segundo dados provisórios, o seletivo S&P 500 cedeu 0,13%, até 1.404,11 pontos, enquanto o índice composto da bolsa eletrônica Nasdaq avançou 0,05% até 3.022,52 unidades.

Os mercados receberam com pessimismo um dado sobre a economia japonesa, que sofreu um forte arrefecimento entre abril e junho ao crescer apenas 1,4%, afetada pela piora do consumo interno e das exportações no meio da crise na zona do euro.

No final do pregão a imensa maioria dos setores terminou em baixa, liderados pelo energético (-0,71%), o de matérias-primas (-0,70%), o tecnológico (-0,10%) e o financeiro (-0,09 %).

Quase todos os 30 componentes do Dow Jones fecharam com perdas, liderados pelo produtor de alumínio Alcoa (-1,67%), a tecnológica Cisco (-1,14%) e a farmacêutica Pfizer (-0,92%).

Do lado positivo ficaram a financeira American Express (0,5%), a Disney (0,42%), o grupo alimentício Kraft (0,2%), o grupo industrial 3M (0,12%) e o banco JP Morgan Chase (0,05%).

Fora desse índice, o Google subiu 2,81% no mercado Nasdaq após anunciar que a Motorola Mobility, que foi comprada por essa tecnológica em maio, planeja cortar 20% do seu quadro de funcionários.

O clube de futebol britânico Manchester United avançou 1,07% em seu segundo dia de cotações em Wall Street após sua estreia na sexta-feira na Bolsa de Nova York.

Em outros mercados, o petróleo do Texas caiu para US$ 92,73, o ouro desceu até US$ 1.611,6 a onça, o dólar perdia terreno perante o euro (cotado a US$ 1,2338), e a rentabilidade da dívida pública americana a dez anos avançava para 1,66%.