Dólar tem leves variações; investidores ainda esperam reunião do Fed

Às 12:11, o dólar recuava 0,17%, a 3,7013 reais na venda, depois de cair 0,52% na véspera

São Paulo – O dólar tinha leves variações ante o real nesta quarta-feira após o Banco Central atuar no mercado, com os investidores mantendo a cautela antes da reunião de política monetária do Federal Reserve à espera de pistas sobre a trajetória dos juros nos Estados Unidos neste ano.

Às 12:11, o dólar recuava 0,17 por cento, a 3,7013 reais na venda, depois de cair 0,52 por cento na véspera. Na mínima do dia, a moeda norte-americana foi a 3,6898 reais e, na máxima, a 3,7222 reais. O dólar futuro recuava cerca de 0,5 por cento.

“Para esta reunião (do Fed), espera-se que a dissidência dê o tom da quantidade de movimentos (de juros) neste ano e, neste ponto, o BC se mantém atento, inclusive com a atuação mais forte no câmbio”, escreveu o economista-chefe da gestora Infinity Asset, Jason Vieira.

As apostas são de que o Fed elevará sua taxa de juros nesta tarde pela segunda vez neste ano. Mas os investidores estarão mais atentos ao comunicado da decisão e à entrevista que o chair da instituição, Jerome Powell, dará em seguida atrás de indicações sobre os próximos passos.

O mercado estava dividido entre três ou quatro altas de juros pelo Fed neste ano ao todo, em meio a sinais de melhor desempenho econômico que os Estados Unidos têm dado. Taxas mais altas têm potencial para atrair à maior economia do mundo recursos aplicados em outras praças financeiras.

A decisão do Fed será divulgada às 15h (horário de Brasília).

A ação do BC brasileiro nos mercados também dava o tom desta sessão. Na semana passada, o BC informou que injetaria 20 bilhões de dólares até esta sexta-feira por meio de novos swaps cambiais, além dos 750 milhões de dólares que já vinha ofertando diariamente, para dar liquidez ao mercado.

Nesta manhã, o BC já fez um leilão de 40 mil novos swaps, equivalentes à venda futura dedólares, vendidos integralmente. Neste mês até agora, já injetou 18,116 bilhões de dólares em novos swaps.

“Temos o suspense com a atuação do BC no câmbio via swaps”, escreveu a corretora H.Commcor em relatório. “Mais da metade do montante ficou guardada para este momento de Fed e eventuais efeitos do que conhecermos hoje”.

Também vendeu a oferta integral de até 8.800 swaps cambiais tradicionais para rolagem, já somando 3,960 bilhões de dólares do total de 8,762 bilhões de dólares que vence em julho. Se mantiver esse volume até o final do mês, fará rolagem integral.