Dólar tem leve baixa, ainda atento a governo

BC já tem comprado dólares à vista, a termo e no mercado futuro, e a Fazenda já elevou no ano passado o imposto sobre a aplicação de capital estrangeiro em renda fixa

São Paulo – O dólar operava perto da estabilidade nesta segunda-feira, com o mercado ainda atento a possíveis medidas do governo para frear a valorização do real.

Às 10h53, a moeda norte-americana tinha variação negativa de 0,18 por cento, a 1,663 real.

No mesmo horário, o dólar caía 0,35 por cento em relação a uma cesta com as principais moedas <.DXY>.

O mercado tem convivido desde o dia 4 de março com a ameaça de nova intervenção do governo contra a valorização do real.

Naquele dia, o dólar fechou abaixo de 1,65 real pela primeira vez desde 2008, e uma fonte no Ministério da Fazenda afirmou que o governo preparava medidas em resposta.

O Banco Central já tem comprado dólares à vista, a termo e no mercado futuro, e a Fazenda já elevou no ano passado o imposto sobre a aplicação de capital estrangeiro em renda fixa, entre outras medidas.

Desde o dia 4, a posição vendida de investidores estrangeiros em dólares no mercado futuro e de cupom cambial (DDI) caiu de 15,053 bilhões de dólares a 13,673 bilhões de dólares. A posição vendida em dólares reflete, em parte, uma aposta na valorização do real.

“O estrangeiro tirou um pouco de exposição”, disse Arnaldo Puccinelli, gerente da área de derivativos do Banif Investment Bank. “O mercado acredita que alguma queda um pouco mais forte da moeda pode chamar a atenção do governo.” A agenda do ministro da Fazenda, Guido Mantega, prevê apenas reuniões internas em Brasília nesta segunda-feira.