Dólar sobe após recuo da véspera de olho em cenário político

Às 9:05, o dólar avançava 0,29 por cento, a 3,7596 reais na venda, após cair 2,26 por cento na quinta-feira

São Paulo – O dólar avançava frente ao real nesta sexta-feira, corrigindo parte das perdas da sessão anterior conforme investidores avaliavam as implicações de um eventual processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff e antes da divulgação de importantes números sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos.

Às 10:23, o dólar avançava 0,63 por cento, a 3,7723 reais na venda, após marcar na véspera a maior queda em um mês.

“Há uma visão otimista, que acredita que o impeachment pode romper o impasse político que impediu que o governo comece a resolver a péssima situação econômica. Também há uma visão pessimista, que enfatiza que os custos do processo de impeachment são altos, especialmente no curto prazo. Estamos nesse segundo campo”, escreveram analistas do JPMorgan em nota a clientes.

Na quarta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, acatou pedido de abertura de processo de impeachment, que ainda precisa tramitar por várias etapas antes de resultar em uma votação definitiva sobre o futuro do Palácio do Planalto. Em seguida, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou duas ações impetradas por aliados da presidente Dilma Rousseff contra a decisão de Cunha.

Na véspera, a agência de classificação de risco Moody’s afirmou que a abertura do processo de impeachment contra Dilma complica o já desafiador ambiente político nacional e tem potencial de piorar as perspectivas de crescimento no curto prazo.

Operadores também adotavam estratégias mais defensivas antes da divulgação do relatório de emprego dos Estados Unidos, no fim da manhã. O documento pode trazer mais pistas sobre a possibilidade de os juros norte-americanos subirem neste mês, o que pode atrair para a maior economia do mundo recursos aplicados no Brasil.

O Banco Central dará continuidade, pela manhã, à rolagem dos swaps cambiais que vencem em janeiro, com oferta de até 11.260 contratos, que equivalem a venda futura de dólares.

Texto atualizado às 10h56.