Dólar recua com julgamento de Lula e dados do exterior

Animação dos agentes financeiros justifica-se, segundo operadores, porque caso seja condenado, Lula poderá ficar de fora da disputa nas eleições em 2018

São Paulo – O dólar opera em queda desde a abertura dos negócios desta quarta-feira, 13, reagindo bem à notícia de que o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) será no dia 24 de janeiro.

A animação dos agentes financeiros justifica-se, segundo operadores, porque caso seja condenado, Lula poderá ficar de fora da disputa nas eleições em 2018.

O petista há meses está na liderança das pesquisas de intenção de votos para a Presidência. Também a queda do dólar ante a maioria das moedas emergentes e ligadas a commodities e a alta do petróleo influenciam os ajustes locais.

Os agentes de câmbio seguem atentos às notícias sobre a reforma da Previdência. Mais cedo, em entrevista à Rádio Tupi, no Rio, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que as discussões começarão nesta quinta-feira, 14, e ele espera que a votação na Câmara dos Deputados ocorra no início da próxima semana.

Desde segunda-feira, 11, no entanto, integrantes do governo e lideranças da base aliada já vem admitindo que a votação da reforma da Previdência poderá ocorrer apenas em 2018. A conferir.

Às 9h34 desta quarta-feira, o dólar à vista caía 0,63%, aos R$ 3,3051. O dólar futuro de janeiro perdia 0,08%, aos R$ 3,3105.