Dólar comercial abre estável, a R$ 1,61

São Paulo – Na expectativa do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Ben Bernanke, durante a conferência de bancos centrais em Jackson Role, o dólar comercial abriu estável, a R$ 1,61. Às 10h04, a moeda norte-americana tinha alta de 0,37%, a R$ 1,616. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista subia 0,12%, cotado a R$ 1,614.

Bernanke deve falar às 11 horas (de Brasília) e, até lá, os investidores do mercado de moedas seguem de olho no exterior. Após esse horário, a tendência deve ser de ajustes.

Parte do mercado espera que o presidente do Fed aproveite a ocasião para anunciar ou mesmo sinalizar a possibilidade de novos incentivos à debilitada economia norte-americana. No ano passado, no mesmo evento, Bernanke anunciou estímulos à economia. No entanto, muitos analistas estão céticos de que haverá novidades ou mesmo de que o que for anunciado mudará o cenário para as bolsas e para o mercado de câmbio.

Hoje, foi divulgada a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos veio dentro do previsto pelo mercado. A expansão da economia no segundo trimestre foi de 1,0%, ante a taxa de 1,3% calculada originalmente. Mais cedo, no Reino Unido, a divulgação do PIB do segundo trimestre, de 0,2%, ante a alta de 1,5% do trimestre anterior, trouxe certo pessimismo ao mercado.