Dólar cai ante real após corte do juro na Europa

Moeda opera em queda com surpreendente corte dos juros na zona do euro e diante da incerteza sobre a permanência da Grécia no bloco europeu

São Paulo – O dólar operava em baixa ante o real nesta quinta-feira, em outra de sessão de forte volatilidade internacional após o surpreendente corte dos juros na zona do euro e diante da incerteza sobre a permanência da Grécia no bloco europeu.

Às 12h44 (horário de Brasília), a moeda norte-americana era cotada a 1,7292 real, em queda de 0,48 por cento. O dólar chegou a recuar a 1,7142 real, em baixa de mais de 1 por cento, após o Banco Central Europeu (BCE) diminuir a taxa de juros em 0,25 ponto percentual, a 1,25 por cento.

A medida surpreendeu o mercado, que esperava estabilidade.

O novo presidente do BCE, Mario Draghi, justificou a medida dizendo que o crescimento econômico da zona do euro deve ser bem menor do que o esperado em meio à crise da dívida que já ameaça expulsar a Grécia do bloco monetário. O euro , agora com menor rentabilidade, era operado perto da estabilidade após a decisão. Em relação a uma cesta com as principais divisas, o dólar tinha a mesma reação.

O mercado também aguardava a possível renúncia do primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, pressionado dentro e fora de seu país após propor um referendo sobre o recente pacote de ajuda internacional a Atenas. “O mercado de dólar está se comportando 100 por cento em relação com a Europa. Hoje estamos um pouquinho mais otimistas sobre a Europa que na terça. A volatilidade não vai parar até a situação com a Grécia estar resolvida”, disse o operador de câmbio da corretora Interbolsa Ovídio Soares.

A porta-voz da Comissão Europeia, Kottova Karolina, afirmou que não existe a possibilidade dentro dos tratados de que um país deixe a zona do euro sem deixar também a União Europeia como um todo.