Dólar abre em alta e volta a R$2,35, com BC e Fed

Banco Central brasileiro disse que seu programa de intervenções diárias no mercado de câmbio vai ser menos intenso em 2014

São Paulo – O dólar abriu em alta nesta quinta-feira, voltando ao patamar de 2,35 reais, com os investidores digerindo o início da redução do programa de estímulos nos Estados Unidos e ao anúncio do Banco Central brasileiro de que seu programa de intervenções diárias no mercado de câmbio vai ser menos intenso em 2014.

Às 9h04, o dólar subia 0,34 por cento, a 2,3505 reais na venda, após encerrar o pregão anterior com alta de 0,87 por cento.

Na vépera e com o mercado de dólar à vista já fechado, o Federal Reserve, banco central norte-americano, decidiu iniciar seu processo de redução dos estímulos, mas deixou claro que as taxas de juros do país continuarão próximas de zero por muito tempo, o que traz mais tranquilidade para os mercados.

Poucas hora depois, o BC brasileiro também anunciou a extensão do seu programa de intervenções no mercado cambial até meados de 2014, mas reduzindo a oferta de hedge. A decisão ocorreu em meio às avaliações de que os mercados tendem a ficar menos voláteis daqui para frente com a ação do Fed.