Discurso de filho de Bolsonaro preocupa ministros e tudo para ler hoje

Leia as principais notícias desta segunda-feira, 22, para começar o dia bem informado

São Paulo – Leia as principais notícias desta segunda-feira, 22, para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Ministros do STF consideram declaração de filho de Bolsonaro extremamente grave. Avaliação geral no tribunal, segundo o jornal O Globo, é a de que discurso de Eduardo Bolsonaro, de que ‘basta um soldado e um cabo para fechar o STF’, não pode ficar sem resposta; Celso de Mello classifica afirmação como ‘inconsequente e golpista’

Justiça Eleitoral instaura 2 ações ligadas à campanha de Bolsonaro. Segundo a coligação Brasil Soberano, todos os candidatos que disputaram a eleição presidencial no primeiro turno foram prejudicados.

Nordeste, WhatsApp e nenhum debate: a semana final. Na campanha de Bolsonaro, a ordem é não se expor. Haddad apostará na fórmula de desconstruir o adversário e fazer novas concessões ao centro.

Como será, afinal, o time de governo de Bolsonaro? Declarações polêmicas de Eduardo Bolsonaro trazem à tona discussões sobre a disposição do provável futuro presidente de jogar dentro de suas regras.

Candidatos a governador aderem a Bolsonaro. Segundo o jornal O Globo, dos 28 candidatos a governador, 16 fazem campanha para o deputado, e só três declararam voto a Haddad.

Estratégia digital da campanha de Bolsonaro é uma jabuticaba, diz pesquisador. Em entrevista à Folha de S. Paulo, Francisco Brito Cruz explica o fenômeno da campanha do candidato do PSL.

“Não precisamos de um czar na economia”, diz presidente da CNI. Em entrevista ao jornal O Valor, Robson Braga Andrade fez referência à acumulação de poderes nas mãos de Paulo Guedes.

Política e mundo

FHC diz que declarações de filho de Bolsonaro “cheiram a fascismo”. O ex-presidente usou as redes sociais neste domingo, 21, para criticar declarações do deputado

Rosa Weber rebate fala de Eduardo Bolsonaro sobre STF. Afirmação foi feita em resposta ao vídeo que mostra o deputado federal falando sobre a possibilidade de fechamento do STF

Bolsonaro: se alguém falou em fechar o STF precisa consultar um psiquiatra. “Basta um soldado e um cabo para fechar o Supremo Tribunal Federal”, disse o filho do presidenciável pelo PSL

Eduardo Bolsonaro diz que basta “um soldado e um cabo” para fechar STF. Afirmação foi em resposta a uma pergunta, caso o STF tentasse impedir a posse do candidato Jair Bolsonaro, confirmada sua vitória nas eleições 2018

PDT entra com ação pedindo a anulação das eleições. Base do pedido é a denúncia feita pelo jornal Folha de S.Paulo de que empresários financiaram o envio de mensagens em massa pelo WhatsApp.

Candidato a governador do Rio, Witzel nega ligações com advogado de Nem. Carlos Cavalcanti Azenha foi condenado por esconder um traficante no porta-malas de seu carro e oferecer suborno a policiais há sete anos.

Arábia Saudita admite morte de jornalista Jamal Khashoggi. Versão do governo saudita é que uma briga entre jornalista e pessoas que o atenderam no consulado levou à sua morte.

Enquanto você desligou…

Governo de SP vai arrecadar R$ 1,9 bi com venda de participação na Cesp. Marcio França afirmou que os recursos já estavam previstos no orçamento do Estado e devem colaborar para o fechamento das contas em 2018.

Empresa de segurança cibernética contrata Goldman Sachs para coordenar IPO. CrowdStrike é o mais recente de uma onda de startups do Vale do Silício que estão de olho em uma listagem do mercado de ações em 2019.

Arrecadação do Barcelona fica perto da soma dos 20 maiores times do Brasil. O time com maior arrecadação do País, o Flamengo, registrou um saldo de R$ 649 milhões, apenas 15% do total do clube catalão.

Só por meio da sociedade civil vamos mudar o Brasil, diz Luiza Trajano. Uma das líderes do Grupo Mulheres do Brasil, empresária disse que entidade tem a ambição de ser o maior grupo político apartidário do País.

Ações da Lynx sobem quase 30% na Bolsa após lançamento da Lynx Pay. Alta acompanhou o lançamento da Linx Pay, uma subcredenciadora de cartões que permite a lojista repassar custos a fornecedores ao fazer transação.