DIs operam estáveis em dia sem dados, commodites pesam

São Paulo – As projeções de juros operavam perto da estabilidade nesta sexta-feira, com pouco para reagir em mais um dia de agenda fraca internamente. Os investidores voltavam-se, então, para o mercado externo, de olho na variação das commodities.

Às 9h57, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2012 era negociado a 12,30 por cento, contra 12,29 por cento no ajuste da véspera.

O DI janeiro de 2013 estava em 12,52 ante 12,51 por cento.

“Dia sem notícias, os juros devem ficar entre estabilidade e leve alta, com aumento de preços de commodities”, disse José Francisco Gonçalves, economista-chefe do Banco Fator.

No exterior, as commodities esboçavam leve recuperação após as quedas dos últimos pregões, com o índice do setor CRB subindo 0,62 por cento.

Antes dessa queda recente, as commodities apresentaram fortes altas, o que está tendo impacto sobre a inflação no Brasil, sobretudo nos índices de atacado. Assim, qualquer alívio nas cotações é uma boa notícia para o quadro inflacionário interno.

A semana que vem deve ser mais animada para o mercado, com a previsão de divulgação do índice de atividade do Banco Central IBC-Br e do IPCA-15.