Denúncia contra Temer e tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

A denúncia de Janot contra o presidente e a possibilidade de outras acusações têm deixado a economia do país em alerta para os próximos capítulos

São Paulo – Leia as principais notícias desta terça-feira (27) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Janot denuncia Temer ao STF por corrupção passiva. A primeira denúncia é baseada na delação premiada de Joesley Batista, que incluiu uma gravação de conversa com o presidente e implicou também o deputado Rodrigo Rocha Loures. De acordo com a denúncia, Temer usou cargo para receber vantagens indevidas.

Temer acusará Janot de tentar condená-lo sem provas. Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, na noite desta segunda-feira, 26, o presidente traçou com ministros e parlamentares estratégia de reação tanto política como jurídica contra a denúncia que pode afastá-lo do cargo.

Com crise política, mercado duvida de aprovação da reforma da Previdência de Temer. Segundo a Folha de S.Paulo, investidores e analistas do mercado financeiro passaram a descartar a aprovação de uma reforma da Previdência robusta pelo governo e agora projetam alterações profundas nas regras de aposentadorias apenas a partir de 2019, com um novo presidente.

Projeções para 2018 apontam recuperação modesta da economia. As expectativas de crescimento econômico têm sofrido reduções expressivas dos analistas de mercado. Segundo o jornal Valor Econômico, bancos e consultorias passaram a revisar as suas previsões na esteira da crise política e da fragilidade da recuperação da economia

Supremo deixa para agosto decisão sobre Aécio Neves. Nesta terça-feira, 27, na agenda de trabalho da primeira turma do STF, segundo o jornal Valor Econômico, o tema não está em pauta – e agora a próxima sessão é só em 31 de julho, com a volta do recesso judiciário.

Política e mundo

Sindicatos mudam tom de “greve geral” e falam em “mobilização”. Com a expectativa de aderir menos gente, as centrais sindicais chamam a manifestação convocada para a próxima sexta-feira, 30, como “dia de mobilizações e de paralisações”.

PF conclui que Temer cometeu crime de obstrução de investigação. A conclusão foi encaminhada ao STF no relatório final do inquérito que investiga Temer e Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial do presidente.

Falhas na inspeção da carne apontam novo golpe para o Brasil. O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa) reforçou suas antigas críticas sobre os cortes de verbas e falta de equipe.

ONU anuncia que já tem as 7.132 armas individuais das Farc. Hoje, o governo da Colômbia e as Farc participarão de um ato simbólico que marcará o fim do processo de entrega de armas.

Enquanto você desligou…

Itaúsa negocia com Cambuhy compra conjunta de fatia na Alpargatas. Mais cedo na segunda-feira, a Alpargatas havia informado que a J&F fechou acordo de confidencialidade com a Cambuhy para possível venda de participação na Alpargatas.

Natura conclui compra de 100% da britânica The Body Shop. O fechamento da operação segue condicionado às aprovações regulatórias, especialmente no Brasil e nos Estados Unidos.

GM espera custos de US$ 5,5 bilhões com venda da Opel. A montadora espera que as vendas de veículos novos atinjam uma taxa anual sazonal ajustada de “17 milhões de unidades” para 2017.

BMW vai investir US$ 600 milhões em fábrica nos Estados Unidos. O investimento da fabricante alemã vai gerar cerca de mil novas vagas de emprego até 2021.

Ministro diz que CEO da Eletrobras ainda tem o apoio do governo. Wilson Ferreira Jr. disse em conversa gravada que a estatal tem “40% de cara que é inútil, não serve para nada”.

Agenda do dia

Nesta terça-feira, o Banco Central divulga a nota do setor externo. A presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, e o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, discursam hoje.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ciro Lauschner

    Quem tem familia a sustentar e contas a pagar, não aguenta mais recessão.Janot tem emprego com super salário, fixo, sem nenhum risco de perdê-lo ou mesmo atrasá-lo, tem imunidade contra a irresponsabilidade, pode tentar um golpe e ainda não sofrer consequencias.Esse país precisa urgente aprovar a lei de responsabilidade para o judiciário, que extrapolou e vai seguir extrapolando qualquer senso de responsabilidade.

  2. Adriana Prado

    A justiça está tentando fazer a sua parte se o mercado financeiro está lento isso é consequência da crise política não do processo em questão.