Dados da China e expectativa por Fed impulsionam ações

Expectativas eram de que o Federal Reserve irá manter seus estímulos inalterados após o impasse nos Estados Unidos

Londres – Dados robustos de crescimento na China ajudavam a impulsionar as ações europeias nesta sexta-feira, com expectativas de que o Federal Reserve irá manter seus estímulos inalterados após o impasse nos Estados Unidos.

Às 7h52 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 operava em alta de 0,41 por cento, a 1.273 pontos. Wall Street subiu no overnight, na medida em que os mercados de ações buscavam recuperar o impulso perdido durante a paralisação prolongada do governo e as disputas políticas sobre o orçamento e o limite da dívida nos EUA.

A segunda maior economia do mundo cresceu 7,8 por cento no terceiro trimestre, em linha com expectativas de analistas, aliviando preocupações de uma forte desaceleração, embora a China tenha alertado para um impulso menor no quarto trimestre.

O setor de bens pessoais e domésticos, que inclui empresas como Burberry e LVMH, ambas sob pressão recentemente após alertarem para um impulso de vendas mais lento na China, era o setor com mais ganhos, com alta de 1 por cento. “Estamos bastante positivos porque (as disputas orçamentárias nos EUA) está apenas adiando o fim do programa de estímulos (que tem estado entre os principais direcionadores das ações ao longo dos últimos dois anos)”, afirmou a estrategista de ações globais da Société Générale Private Banking, Claudia Panseri.