CVM concede registro de empresa estrangeira ao Santander

Procedimento faz parte da intenção do acionista controlador de lançar uma oferta no Brasil para adquirir a totalidade das ações da filial brasileira

São Paulo – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) concedeu nesta quinta-feira, 7, registro inicial de companhia estrangeira ao espanhol Banco Santander.

O procedimento faz parte da intenção do acionista controlador Grupo Santander de lançar uma oferta no Brasil para adquirir a totalidade das ações da filial brasileira que não sejam de sua titularidade.

Esses papéis representam cerca de 25% do capital do Santander Brasil, e o pagamento será feito com a entrega de ações do banco espanhol, por meio de BDRs ou ADRs.

O registro de companhia estrangeira é na categoria A, que permite a emissão de valores mobiliários, inclusive ações, com pedido de oferta pública de distribuição de valores mobiliários concomitante.

O controlador oferecerá um prêmio de 20% sobre a última cotação das ações em 28 de abril aos acionistas do Santander Brasil que aderirem à oferta voluntária de permuta de ações proposta pelo controlador.

Os acionistas que aceitarem a oferta receberão, na forma de BDRs ou ADRs, 0,70 novas ações do Santander Espanha por unit ou ADR do Santander Brasil, equivalente a R$ 15,31 por unit.

Após a conclusão da operação, anunciada em 29 de abril, o Santander Brasil continuará a ser uma companhia aberta listada na BM&FBovespa, mas sairá do Nível 2 de Governança Corporativa, passando a estar listado em seu segmento tradicional.

O total de ações a serem emitidas na operação é de no máximo 665 milhões de ações, equivalentes a € 4,686 bilhões, ou cerca de R$ 14,5 bilhões, e a 5,8% do capital atual. A conclusão da oferta está prevista para outubro deste ano.