Com bolsa próxima de recorde, temporada de balanços começa hoje

ÀS SETE - Uma combinação de retomada econômica, valorização do real e alta nos preços de commodities deve ser suficiente para garantir um cenário de lucro

Com a bolsa próxima de seu patamar recorde, mais uma temporada de balanços começa nesta quinta-feira. A locadora de veículos Localiza é a primeira a divulgar os números e, mais uma vez, eles devem vir fortes.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

A expectativa é de um lucro de 136 milhões de reais no terceiro trimestre, alta de 30,8% na comparação com o mesmo período do ano passado. Uma melhora nos números, ainda que não tão grande quanto a da Localiza, deve ser a tona das grandes empresas no trimestre.

Uma combinação de retomada econômica, valorização do real e alta nos preços de commodities como metais e celulose deve ser suficiente para garantir um cenário de alta nos lucros tanto em comparação com o trimestre anterior quanto com o mesmo período do ano passado.

“O grande destaque pode vir do varejo, que vai ter um resultado muito superior ao do terceiro trimestre do ano passado com a melhora na renda e a estabilidade econômica”, diz Phillip Soares, analista da Ativa Investimentos. Analistas do Itaú BBA afirmam que Via Varejo, CVC e B2W devem mostrar os resultados mais fortes entre as varejistas.

No setor financeiro, o spread bancário se reduz por conta da queda nos juros do país, mas a perda deve ser mais do que compensada pela queda nas provisões para devedores duvidosos.

A parte de crédito, enquanto isso, deve continuar sem grandes crescimentos. A Petrobras segue o compromisso de redução da dívida enquanto o preço do petróleo permanece mais estável. Na celulose, uma alta da commodity pode impulsionar o resultado das exportadoras, principalmente da Fibria.

Até mesmo o setor de alimentos, com companhias enroladas como JBS e BRF, deve apresentar alta no lucro. Analistas do Itaú acreditam que a BRF terá a primeira alta em seus ganhos após 12 meses de recuperação desafiadora.

A operação americana da JBS deve continuar trazendo uma melhora nos resultados da empresa. A fabricante de bebidas Ambev também deve aumentar a rentabilidade após 18 meses de queda nos ganhos.

O cenário é favorável para a maioria, mas, como sempre, há exceções. O setor de construção civil deve continuar sem grandes melhoras, aguardando uma recuperação do crédito.

Com muitos espaços vazios, os shoppings centers devem também continuam sem altos ganhos. A recuperação está em curso, mas nem todos já têm motivos para sorrir.