Com boas notícias da China, Ibovespa sobe 1,29% e dólar cai a 3,92 reais

No campo das ações, investidores se adiantaram às divulgações de balanços e papéis da B2W e MRV subiram mais 4,5%

A surpreendente informação sobre a balança comercial da China e a recente valorização do iuane representaram um alívio para os principais indicadores do mercado. Por aqui, o Ibovespa fechou em alta de 1,29%, e chegou 104.115,23 pontos.

Parte do movimento de alta do Ibovespa também está associada à rápida aprovação da reforma da previdência na noite anterior. Esses dois fatores também fizeram com que o dólar caísse 1,213%, chegando a 3,9199 reais – o menor patamar da semana.

Em entrevista à Reuters, o analista da Rico Investimentos, Matheus Soares, disse que a aprovação da reforma foi positiva, mas “em grande parte, já estava nos preços daqui”. “Na semana, o mercado tem negociado em cima do que acontece no ambiente externo”, afirmou.

De acordo com os dados divulgados pelo governo chinês nessa madrugada, as exportações no país subiram 3,3% e as importações caíram 5,6%, enquanto analistas esperavam quedas respectivas de 2% e 8,3%.

Destaques do dia

No campo das ações, investidores se adiantaram às divulgações dos resultados do 2º trimestre e ações como B2W, MRV, B3 e BRF subiram, respectivamente, 5,83%, 4,57%, 4,35% e 4,94% na véspera das apresentações de balanços.

Contudo, a empresa que mais chamou atenção do mercado financeiro está listada nos Estados Unidos. Em Nova York, as ações da argentina Mercado Livre tiveram alta de 10,59%. Na noite desta quarta-feira, a companhia de comércio digital apresentou em seu balanço 545 milhões de dólares de receita líquida. A operação no Brasil representou 55% da receita.

Em nota a clientes, a empresa afirmou que o resultado de seu serviço de pagamentos, o Mercado Pago, “continua surpreendendo com o crescimento do volume fora da plataforma no Brasil”.

Por outro lado, a Cielo, especializada no mercado de meios de pagamento teve queda de 3,03% na bolsa paulista. No começo da tarde, o CEO do Banco do Brasil, Rubem Novaes, descartou a possibilidade de vender a participação do banco na empresa. Na quinta-feira passada (1), as ações da Cielo subiram mais de 15% após o jornal O Estado de S. Paulo publicar que o banco iria vender os 29% que detém da empresa. Além do BB, o Bradesco também possui parte da Cielo.

os papéis da Ambev tiveram queda de 2,23% por conta da delação do ex-ministro da Fazenda Antônio Pallocci ter relatado “pagamentos indevidos” aos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

Na noite de ontem, a Braskem divulgou lucro 76% menor no 2º trimestre comparado ao mesmo período do ano passado. A informação não foi bem digerida por investidores e suas ações (BRKM5) depreciou 2,28% no pregão de hoje.

As ações da Petrobras subiram 2,9% com a alta do petróleo no cenário externo. A alta foi uma das grandes responsáveis por elevar o Ibovespa, já que os papeis da petrolífera possuem grande participação na carteira do índice.