Março/2019: Com aprovação da Previdência, dólar ficará em R$ 3,40

A sondagem realizada pela XP Investimentos apontou que os investidores institucionais estão otimistas com a aprovação da Reforma da Previdência

São Paulo – O dólar pode depreciar 9% e chegar em R$ 3,40, caso a reforma da Previdência seja aprovada de maneira integral. É o que estimam investidores institucionais (gestores de recursos, economistas e consultores) consultados pela XP Investimentos.

Caso a reforma seja aprovada de forma parcial (50% do texto original), o dólar apreciaria 1%, para R$ 3,70. Em contrapartida, caso a reforma não seja aprovada, a moeda ficaria em R$ 4,20, um alta de 12%.

A não aprovação da reforma também impactaria na Bolsa. Os investidores acreditam que o Ibovespa cairia 21%, ficando em 75 mil pontos.

Se a aprovação da reforma for parcial, a estimativa é que bolsa brasileira subiria para os 100 mil pontos, uma valorização de 5%.

Já se reforma for aprovada integralmente, a Bolsa subiria 26% e alcançaria a marca dos 120 mil pontos.

Reforma da Previdência

Sobre a proposta da reforma da Previdência, 80% dos investidores entrevistados acreditam que ela será aprovada. Os agentes do mercado financeiro consultados estimam que a reforma da Previdência aprovada pelo Congresso gerará uma economia de R$ 700 bilhões em 10 anos, ou seja R$ 465 bilhões, ou 40%, a menos que o texto original elaborado pelo Palácio do Planalto.

Veja também

Sobre o cronograma da tramitação, 58% acreditam que a proposta seja aprovada em primeiro turno no plenário da Câmara dos Deputados antes do recesso parlamentar, em julho, mas apenas 2% acreditam nessa votação em maio, como prevê o calendário do governo. Outros 40% só veem a votação acontecendo no segundo semestre de 2019.

A sondagem também apontou a expectativa do investidores em relação arrecadação do governo com as privatizações. É esperado R$ 300 bilhões em 4 anos com a venda de ativos.