Com alta de 130%, Mills pode ainda mais na bolsa, diz Coinvalores

Analista recomenda compra das ações e vê potencial de ganhos de até 23% em 12 meses

São Paulo – A corretora Coinvalores iniciou a cobertura das ações ordinárias da Mills (MILS3), empresa de serviços de construção e engenharia. A recomendação foi classificada em compra e o preço-alvo para julho de 2013 é de 34 reais, um potencial de valorização de 23%.

“A companhia está bem posicionada para aproveitar as oportunidades que estão aparecendo no Brasil e não há na bolsa brasileira uma empresa que consiga aproveitar oportunidades em setores tão distintos como a Mills”, avalia o analista Marco Aurélio Barbosa.
Para ele, a diversificação é o fator chave para o crescimento da Mills. Barbosa lembra que a empresa teve importante participação na construção da Ponte Rio Niterói, da Usina Hidrelétrica de Itaipu e do estádio do Corinthians.

“Projetamos uma estabilidade na receita vinda do segmento de serviços industriais e crescimento forte, especialmente em 2012 e 2013, para os demais segmentos, sendo Jahu impactado principalmente pela expansão geográfica realizada pela companhia nos últimos períodos”, explica Barbosa. A divisão Jahu é focada nos mercados de construção residencial e comercial, sendo um dos principais negócios da companhia.

A Mills estreou na bolsa em abril de 2010 e movimentou 685,7 milhões de reais. Desde então, as ações ordinárias da empresa acumulam valorização de 132%. Em 2012, os papéis também mostram força, com uma alta de 51%. No mesmo período, o Ibovespa, principal índice da bolsa, cai 2,5%.