Cielo vai vender soluções digitais com ajuda de representantes em feiras

Estratégia faz parte do novo foco da credenciadora de cartões que pretende atingir todos os públicos, inclusive, empreendedores desbancarizados

São Paulo – Após bater a marca de 1 milhão de maquininhas vendidas, a credenciadora de cartões Cielo está de cara nova. A logomarca passou por uma repaginação para se alinhar ao novo momento da companhia que pretende oferecer soluções para todos os públicos, inclusive, para pequenos empreendedores desbancarizados.

A estratégia de publicidade conta com uma campanha que vai ao ar nesta terça-feira (24) à noite. Mas não apenas. A companhia fez parceria com agentes que vão atuar como representantes da adquirente, vendendo as soluções para pequenos empreendedores.

Eles vão atuar em locais de comércio principalmente do Norte e Nordeste, como a feira de artesanato, em Caruaru, em Pernambuco, e no mercado Ver-o-Peso em Belém, no Pará.

“O segmento de pequenos e médios empreendedores cresce 40%, bem à frente dos demais. Pretendemos ganhar fatia de mercado com essa estratégia”, diz Paulo Caffarelli, presidente da companhia.

O foco de vendas será a nova plataforma financeira que reúne funcionalidades de conta e carteira digitais, chamada de Cielo Pay. O aplicativo permitirá que os lojistas vendam seus produtos sem usar maquininhas, por meio da geração de QR Code no celular, envio de link de pagamento por WhatsApp ou ainda pela emissão de boleto.

A vantagem (além de não ter o custo de aluguel do POS) é que o dinheiro pode cair na conta na mesma hora da transação. A conta é gratuita, assim como a emissão de boleto. Já a tarifa de saque é de 7,90 reais e de a de TED, 5 reais. Por sua vez, as tarifas de MDR são as mesmas das maquininhas.

O próximo passo da Cielo será incorporar concessão de crédito no aplicativo. A credenciadora já concedeu 40 milhões de reais, o que representaria um volume de 1 bilhão de reais anualizado.