Cautela pressiona mercado da Ásia mesmo após acordo na Grécia

Líderes políticos gregos fecharam um acordo sobre medidas de austeridade e reformas necessárias para a concessão de um segundo pacote de ajuda externa

Tóquio – As bolsas de valores asiáticas fecharam em baixa nesta sexta-feira, com investidores preocupados sobre o compromisso da Grécia com a reestruturação de sua dívida mesmo após o tão aguardado acordo do país sobre reformas fiscais para garantir financiamento internacional.

Os líderes políticos gregos fecharam um acordo sobre medidas de austeridade e reformas necessárias para a concessão de um segundo pacote de ajuda externa ao longo de dois anos, e um acordo de troca de dívida entre a Grécia e seus credores privados estava praticamente finalizado.

Mas o presidente do Eurogroup, Jean-Claude Juncker, estabeleceu três condições, dizendo que o Parlamento da Grécia precisa aprovar o pacote, que é preciso definir mais 325 milhões de euros em cortes de gastos estatais, e que garantias políticas precisam ser dadas para a implementação do plano.

Às 7h33, o índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,47 por cento, afastando-se ainda mais da máxima em seis meses alcançada na véspera.

“Eu não acho que alguém pense que será uma solução única e certeira ao desafio. Isso vai acabar sendo uma história sem fim e eu acho que é dessa forma que os investidores estão pensando”, disse o diretor de pesquisa de mercados financeiros do Rabobank International para a região Ásia-Pacífico, Adrian Foster, em Hong Kong.

Além disso, na Ásia, o comércio da China encolheu em janeiro sobre o ano anterior, com o fechamento de fábricas durante o Ano Novo Lunar exacerbando a desaceleração da demanda externa.

Em Tóquio, o índice Nikkei caiu 0,61 por cento, após a alta do início do pregão.

O índice de Seul encerrou em baixa de 1,04 por cento. O mercado recuou 1,08 por cento em Hong Kong e a bolsa de Taiwan perdeu 0,61 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai teve leve alta de 0,10 por cento. Cingapura retrocedeu 0,71 por cento e Sydney fechou com desvalorização de 0,88 por cento.