Carl Icahn defende que ações da Apple valem quase o dobro

Icahn defende que as ações da companhia deveriam valor 240 dólares, cerca de 90% a mais

São Paulo – O bilionário investidor Carl Icahn publicou uma carta aberta nesta segunda-feira a Tim Cook, presidente da Apple.

Icahn defende que as ações da companhia deveriam valor 240 dólares, cerca de 90% a mais. Hoje, o papel da companhia era negociado a 128 dólares.

Por 240 dólares por ação, o valor da Apple seria de 1,4 trilhão de dólares. Atualmente, o valor de mercado da Apple é de 756 bilhões de dólares.

Na carta, o megainvestidor afirma que a companhia continua subavaliada e mal compreendida. “Os investidores institucionais, analistas de Wall Street e os meios de comunicação continuam interpretando mal a Apple”, lamenta.

Icahn também elogiou a gestão de Tim Cook, ressaltando o crescimento da Apple registrado nos últimos meses. No trimestre encerrado no fim de março, o lucro líquido da Apple subiu 33%, a 13,6 bilhões de dólares, e o lucro por ação chegou a 2,33 dólares, 17 centavos a mais do que a previsão dos analistas.

Para ele, as perspetivas são ainda mais favoráveis, com o investimento da empresa no serviço de tv por assinatura e com a construção de um carro elétrico.