CÂMBIO-Preocupações com dívida fazem euro atingir US$1,30

Por Jessica Mortimer

LONDRES, 30 de novembro (Reuters) – O euro atingiu nesta
terça-feira o menor valor em mais de 10 semanas frente ao
dólar, ao iene, ao franco suíço e à libra, uma vez que o acordo
de resgate à Irlanda não conseguiu acalmar preocupações sobre a
possível necessidade de ajuda de outros países da zona do
euro.

A moeda europeia chegou a cair 1 por cento contra o dólar,
quebrando fortes barreiras de opções e indo abaixo de 1,30.

Não havia confiança de que o acordo da Irlanda servirá para
conter a crise de dívida, o que levava o prêmio de risco dos
bônus espanhóis e italianos a máximas recordes. Os rendimentos
dos bônus portugueses, irlandeses e belgas também subiam.

“No momento não há confiança de que qualquer um desses
países (periféricos) poderá se financiar de forma eficaz”,
disse Adrian Schmidt, estrategista de câmbio do Lloyds.

“Até que nós tenhamos um tipo de apetite de mercado por
dívida periférica, essas preocupações vão continuar a pesar
sobre o euro”, disse ele, que acredita que o euro pode cair até
1,25 dólar.

O euro chegou a valer 1,2979 dólar , o menor nível
desde 16 de setembro, antes de se recuperar modestamente para
1,3012 às 10h46 (horário de Brasília).

O dólar tinha ampla valorização, atingindo a máxima em dois
meses em relação a uma cesta de moedas , impulsionado
pela aversão a risco e evidências recentes de melhora na
economia dos Estados Unidos.

O dólar australiano , moeda de alto rendimento, caiu
à mínima em oito semanas, a 0,9566 dólar.