Dólar quase estável antes de swap; monitora exterior

SÃO PAULO – O dólar operava praticamente estável nesta sexta-feira, em dia de agenda econômica vazia, enquanto os investidores aguardavam o segundo leilão de swap cambial reverso do ano.

Segundo dois operadores de câmbio, a operação no mercado de derivativos não “assusta” mais, mas contribui para limitar a trajetória de queda da moeda norte-americana.

Às 10h57, o dólar era vendido a 1,671 real, em leve baixa de 0,06 por cento.

O Banco Central realiza nesta sexta-feira leilão de swap cambial reverso equivalente a 1 bilhão de dólares. Serão ofertados 2 mil contratos com vencimento em abril de 2011, 8 mil contratos com prazo em julho de 2011 e 10 mil contratos com expiração em janeiro de 2012.

O swap reverso funciona como uma compra futura de dólares pela autoridade monetária. O resultado será divulgado às 12h45.

Lá fora, o dólar perde força frente a uma cesta de moedas e ao euro, com demanda asiática impulsionando a moeda única europeia e a melhora na confiança na zona do euro.

A confiança do investidor alemão atingiu o maior nível em 20 anos em janeiro, superando previsões de economistas devido à completa recuperação do setor manufatureiro.

O instituto econômico Ifo, com sede em Munique, informou nesta sexta-feira que o índice de confiança empresarial subiu para 110,3 em dezembro, a leitura mais forte desde que os registros começaram para a Alemanha reunificada. Economistas esperavam estabilidade no índice.

O dólar caía 0,44 por cento frente a uma cesta de moedas, enquanto o euro subia 0,51 por cento, a 1,3543 dólar.