Caixa retoma imóveis e tudo para ler antes de a Bolsa abrir

Caixa repassa R$ 1 bi em imóveis retomados a fundo privado; venda da Vigor, da J&F, atrasa por disputa de preço.

São Paulo – Leia as principais notícias desta quarta-feira (04) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Caixa repassa R$ 1 bi em imóveis retomados a fundo privado. Segundo o jornal Valor Econômico, a operação deve ser concluída no máximo até o próximo mês. Ainda de acordo com a reportagem, em 2017, banco pegou de volta 39 mil imóveis, o que corresponde a R$ 6 bilhões.

Venda da Vigor, da J&F, atrasa por disputa de preço. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a cooperativa CCPR que possui metade da Itambé diz que a empresa vale mais do que os mexicanos da Lala ofereceram. Apesar disso, ainda segundo a reportagem, a venda deve se concretizar nos próximos dias.

CGU vê fraude em dois de cada três benefícios do “bolsa pescador”. De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, o registro dos segurados é “ineficiente em nível intolerável”. O programa custa  R$ 1,5 bilhão ao ano aos cofres do governo.

Arbitragem “coletiva” contra Petrobras pode chegar a R$ 20 bi. Segundo o Valor Econômico, o processo na B3 pode pleitear até R$ 20 bilhões em indenizações, caso os principais fundos de pensão resolvam aderir ao processo.

Política e Mundo

Senado adia votação sobre suspensão do mandato de Aécio. Por 50 votos a 21, os senadores decidiram adiar a votação que estava prevista para esta terça-feira para o dia 17 de outubro, após a deliberação do STF sobre uma ação que defende a necessidade de aval do Congresso para a aplicação de medidas cautelares contra parlamentares.

Senado aprova fim das coligações proporcionais nas eleições. A proposta, que teve origem no Senado e já havia sido aprovada pelos deputados, é a primeira medida da reforma política a efetivamente ser aprovada neste ano pelas duas Casas do Congresso.

Tesouro capta US$ 3 bi no exterior com juros de 4,625% ao ano. A taxa é a mais baixa desde setembro de 2014 para papéis de aproximadamente dez anos.

Refis: Câmara aprova emenda que dá 100% de desconto em encargos. O texto-base da MP que criou o programa previa apenas desconto de 25% nos valores dos encargos e honorários que deverão ser pagos.

Temer sanciona Refis de Estados e municípios. A lei reabre o prazo de adesão ao programa de parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o INSS.

Câmara aprova destaque para acabar com voto de qualidade no Carf. A proposta aprovada estabelece que, a partir de agora, quando houver empate nos julgamentos, a decisão deverá ser sempre favorável ao contribuinte.

Coreia do Norte acusa EUA na ONU de impedir seu desenvolvimento. O embaixador disse que a Coreia do Norte vai suportar as sanções e continuar “na estrada da construção de um poder socialista”.

Enquanto você desligou…

Ataque de 2013 violou todas as 3 bilhões de contas, diz Yahoo. Número de contas afetadas é o triplo do originalmente relatado pela companhia. O pronunciamento disse que a estimativa se baseou em “nova inteligência”, após uma investigação do incidente.

Saída para dívidas da Oi com a Anatel passa por MP 780 e TAC. A companhia conseguiu na justiça incorporar a dívida em sua recuperação judicial e aguarda a sanção, pelo governo federal, da medida provisória 780, que criou possibilidade de financiamento de dívidas junto a autarquias como a Anatel.

Fitch eleva rating da Vale de BBB para BBB+. Segundo a agência, a perspectiva estável reflete o aumento de volumes de ferro de baixo custo associado à conclusão do programa de investimento da mineradora.

Suzano firma contrato de crédito com BB, no âmbito do FDNE. O crédito financiará a formação de florestas de eucalipto para extração de celulose em municípios do Maranhão, Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais.

CEO da Disney diz que companhia considerou comprar o Twitter. A empresa decidiu não comprar a plataforma de mídias sociais e, em vez disso, comprou uma participação na empresa de mídia de streaming BamTech.

Agenda do dia

Nesta quarta-feira, sai o IPC da Fipe e o PMI de Serviços de setembro. Nos Estados Unidos, sai a Variação de Empregos Privados ADP e o índice ISM Não-Manufatura de setembro. Também é divulgado o estoque de petróleo bruto.

Veja também