Caixa faz captação externa de US$ 1,5 bilhão

Foi a primeira operação da Caixa no mercado internacional, com emissão de bônus de dívida externa durante três dias nos Estados Unidos, na Europa e Ásia

Brasília – A Caixa Econômica Federal fechou captação de US$ 1,5 bilhão em financiamento externo, anunciou hoje (7) o vice-presidente de Finanças e Mercado de Capitais da instituição, Márcio Percival.

Foi a primeira operação da Caixa no mercado internacional, e para isso emitiu bônus de dívida externa, que foram oferecidos durante três dias nos Estados Unidos, na Europa e Ásia, em operações coordenadas pelo Bank of America Merrill Lynch, Deutsche Bank e HSBC, respectivamente.

De acordo com Percival, o agente público dá um passo importante para diversificar suas fontes de financiamento. Segundo ele, “a emissão está alinhada ao plano estratégico de expansão da nossa base de clientes e negócios, além de consolidar a percepção dos investidores internacionais sobre os bons fundamentos econômicos da Caixa”.

Informou que os bônus da Caixa no exterior vão pagar juros um pouco acima da taxa livre de risco americana (treasuries). Um lote, no valor de US$ 1 bilhão, com vencimento em 2017, vai pagar taxa de 2,495% ao ano ao investidor, e o outro lote, no valor de US$ 500 milhões, para vencimento em 2022, será taxado em 3,554% ao ano.

“É a primeira vez que uma instituição brasileira faz uma emissão inaugural de duas tranches [divisão de contrato], e a operação da Caixa coloca a instituição em um seleto grupo de instituições financeiras brasileiras com ofertas superiores a US$ 1 bilhão”, disse Percival.