Café e açúcar fecham com leves baixas na bolsa de NY

O contrato setembro do café arábica recuou 10 centavos, fechando a 1,8035 dólar por libra-peso

São Paulo – Confira a seguir como fecharam os negócios com contratos futuros de açúcar bruto e café arábica na bolsa de Nova York (ICE USA) nesta quinta-feira:

Café – O contrato setembro do café arábica recuou 10 centavos, fechando a 1,8035 dólar por libra-peso, após ter sido negociado entre 1,7585 dólar e 1,8710 dólar por libra-peso durante a sessão.

O setembro atingiu pico da sessão a 1,8710 dólar, formando uma ” máxima dupla” com a máxima da sessão de 13 de abril em um gráfico contínuo para o contrato de segunda posição.

O contrato de referência subiu temporariamente acima da média móvel de 100 dias, de 1,8147 dólar, pela primeira vez desde meados de janeiro.

O mercado obteve, mais cedo, suporte nos atrasos da oferta vinda do Brasil, segundo traders.

Realização de lucros de participantes com posições vendidas elevaram o mercado, porém os preços passaram a cair com a alta do dólar e com a queda do índice Thomson Reuters-Jefferies CRB, que engloba todo o mercado de commodities.


Em Londres, o setembro do café robusta perdeu 1 dólar, sendo cotado a 2.097 dólares por tonelada.

Açúcar – O contrato de referência do açúcar bruto, o outubro, registrou leve baixa de 0,06 centavo, fechando cotado a 21,92 centavos por libra-peso.

O mercado subiu com compras técnicas especulativas, mas falhou com uma f alta de acompanhamento das compras e passou a cair, disseram corretores.

O contrato outubro foi negociado acima da média móvel de 100 dias, de 22,48 centavos, inspirando investidores grafistas a realizar compras.

Em Londres, o contrato outubro do açúcar refinado registrou a perda de 6,2 dólares, terminando a sessão a 593,8 dólares por tonelada.