IBM perde a confiança de seu maior investidor

Warren Buffett vendeu um terço das ações da empresa de tecnologia; companhia era vista como uma "queridinha" do mega-investidor

São Paulo — Warren Buffet, que chegou a ser o maior acionista da IBM, vendeu um terço das 81 milhões de ações que tinha da empresa de tecnologia. A informação foi dita pelo mega-investidor à rede CNBC.

O motivo, segundo Buffett, é que a avaliação que ele fazia há seis anos (quando começou a comprar IBM) sobre a empresa mudou bastante. E para pior.

“Se você olha para trás e vê o que a IBM estava projetando e como eles acreditavam que o negócio se desenvolveria, diria que o que aconteceu é que eles acabaram encontrando concorrentes muito difíceis”, disse Buffett. “IBM é uma empresa forte, mas também têm grandes concorrentes fortes.”

A IBM reportou uma queda de 13% no lucro líquido no primeiro trimestre de 2017. As receitas caíram pelo 20° trimestre consecutivo e chegaram a 18,16 bilhões de dólares — 2,8% a menos no mesmo período do ano anterior. Já o lucro líquido caiu para 1,75 bilhão de dólares, ante os 2,01 bilhões registrados no primeiro trimestre de 2016. 

Mesmo se desfazendo de boa parte dos papéis, Buffett ainda possui mais de 50 milhões de ações da companhia, que atualmente são cotadas por menos de 160 dólares.