BTG Pactual recomenda ações defensivas na Bovespa

Estrategistas estão recomendando que investidores optem por ações de setores "mais defensivos", como de serviços financeiros

São Paulo – Estrategistas do BTG Pactual liderados por Carlos Sequeira estão recomendando que investidores optem por ações de setores “mais defensivos”, como de serviços financeiros, ou exposição à desvalorização do real após a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

Em relatório a clientes nesta segunda-feira, Sequeira e sua equipe recomendaram a investidores para evitarem companhias estatais, especialmente a Petrobras.

Segundo o texto, as escolhas dos analistas após as eleições são ações da seguradora BB Seguridade e da empresa de meios de pagamentos Cielo. Também estão listadas a produtora de papel e celulose Suzano, a petroquímica Braskem, a companhia de alimentos BRF e a empresa de educação Estácio.

Além disso, ações de Itaú Unibanco e Bradesco podem ter desempenho acima da média do mercado “devido ao momento de fortes resultados trimestrais”.