BrasilAgro decide adiar oferta de ações

BrasilAgro solicitou à Anbima prorrogação do prazo para realização de uma oferta pública primária de ações (follow-on) na Bovespa

São Paulo – A BrasilAgro solicitou à Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) a prorrogação do prazo para realização de uma oferta pública primária de ações (follow-on) na Bovespa.

Conforme dados da entidade, a companhia teria feito a solicitação na noite de segunda-feira. A minuta do prospecto da oferta, enviada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em 4 de fevereiro, não está mais disponível no site da autarquia.

A empresa não havia informado a quantidade de ações a serem emitidas na oferta, mas o cronograma divulgado previa que o período de reserva para os interessados nos papeis iria de 21 de fevereiro a 1o de março, com a fixação do preço em 2 de março.

As novas datas da operação não foram informadas, assim como os motivos que levaram a companhia a solicitar a prorrogação. Representantes da empresa não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

No prospecto preliminar, a BrasilAgro afirmou que cerca de 70 por cento dos recursos obtidos com a oferta seriam destinados para aquisição de propriedades rurais subutilizadas ou não-produtivas.

A oferta está sendo coordenada pelos bancos Bank of America Merrill Lynch (líder), BTG Pactual e JPMorgan.

A BrasilAgro diz ser uma das líderes no país em quantidade de terras agricultáveis, com foco em aquisição, desenvolvimento, exploração e comercialização de propriedades rurais com aptidão agropecuária.