BrasilAgro cancela oferta de ações após adiar por duas vezes

Empresa explica que as condições do mercado não estão favoráveis no momento

São Paulo – A BrasilAgro (AGRO3) cancelou o pedido de oferta primária de ações após adiar a operação por duas vezes, revela o site da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). A oferta tinha como coordenador líder o Bank of America Merrill Lynch, além do BTG Pactual e JPMorgan.

Ana Paula Ribeiro, coordenadora de Relações com Investidores da Brasil Agro, explicou para EXAME.com que as condições de mercado não estão favoráveis no momento. “Não vale a pena diluir os atuais acionistas com o preço dos papéis tão baixos”, disse.

Apesar do cancelamento, a empresa deve continuar em contato com os investidores e pode voltar ao processo quando as condições melhorarem. As ações da BrasilAgro recuaram 3,18% no ano.

A intenção era a de utilizar aproximadamente 70% dos recursos captados na oferta com a aquisição de propriedades rurais com “significativo potencial de geração de valor”. Os 30% restantes seriam direcionados para a o desenvolvimento e transformação das propriedades rurais já existentes no portfólio.