Brandes Investment Partners reduz participação na Embraer

De acordo com dados no site da B3, a fatia da Brandes na Embraer era de 15,05% e passou a ser 14,4039%

São Paulo – A Embraer publicou comunicado que recebeu da Brandes Investment Partners, maior acionista individual da companhia, informando que a participação dos clientes da gestora na empresa foi reduzida para 14,4039% (106.656.095 ações ordinárias).

Até então, segundo informação presente no site da Embraer, a fatia da Brandes na empresa era de 15%. Depois dela, aparecem a Mondrian, com 10,1%; o BNDESPar, com 5,4%; e a Blackrock, com 5%.

Venda

Na semana passada, as ações da Embraer chegaram a ter alta de mais de 30% com o rumor de que a empresa seria comprada pela fabricante norte-americana de aviões Boeing – o negócio seria parte da estratégia da empresa dos EUA para se contrapor à parceria entre a Airbus e a canadense Bombardier.

Apesar do entusiasmo do mercado, o rumor gerou controvérsia: hoje, o governo brasileiro detém 35% das ações da Embraer, em formato de golden share – isto é, ações com direito a veto. O presidente Temer chegou a dizer que não está em cogitação a transferência de controle da empresa brasileira.

“A participação estrangeira na Embraer é muito intensa, se nesta altura ampliasse a participação estrangeira, tanto melhor. Mas não há a menor cogitação de vendermos o controle para outra empresa”, afirmou no dia 22.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eu também aproveitei pra vender minhas ações da Embraer. Na minha opinião, esse acordo, na prática, vai beneficiar muito mais a Boeing do que a Embraer, a longo prazo. A Embraer está em uma situação confortável no mercado, já tem uma carteira de clientes sólida, mas mesmo assim vai cair na lábia da Boeing, que não vai jogar pra perder. Imaginem a Embraer tendo que dividir seus lucros com a Boeing…mas que bom que tem gente achando isso bom pra Embraer hehehe..assim pude vender minhas ações da Embraer por um bom preço hehe