Bradesco impulsiona queda de principal índice da Bovespa

A piora externa acentuou a pressão vinda de ruídos políticos e do rebalanceamento do índice global MSCI

São Paulo – O principal índice da Bovespa caía cerca de 1 por cento na tarde desta terça-feira, com as ações preferenciais do Bradesco liderando as perdas, após a Polícia Federal indiciar o presidente do banco no âmbito da operação Zelotes.

Às 15:45, o Ibovespa caía 1 por cento, a 48.477 pontos. O volume financeiro somava 4,47 bilhões de reais.

A primeira etapa do pregão foi marcada por volatilidade na bolsa paulista, com o Ibovespa chegando a subir 0,62 por cento na máxima, mas o tom negativo passou a prevalecer com a debilidade das bolsas em Wall Street e o enfraquecimento do petróleo.

A piora externa acentuou a pressão vinda de ruídos políticos e do rebalanceamento do índice global MSCI, e o noticiário sobre executivos do segundo maior banco privado do país levou o Ibovespa a renovar mínima na sessão, com recuo de 1,37 por cento.

Bradesco PN caía 4,58 por cento, após recuarem mais de 7 por cento no pior momento, quando saíram as primeiras notícias de que foi encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF) relatório de inquérito relacionado à operação Zelotes que indicia o presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em (Por Paula Arend Laier; Edição de Raquel Stenzel)