Bovespa vira para o negativo e testa os 57 mil pontos

Na pontuação mínima desta quinta-feira o Ibovespa chegou a perder os 57 mil pontos, em queda de 0,70%, mas ainda tenta segurar esse patamar nesta sessão

São Paulo – Na contramão dos mercados internacionais, que se sustentam no terreno positivo desde o início do dia, a Bovespa migrou para o campo negativo, penalizada pelas perdas aceleradas nas ações da Vale, além de siderúrgicas e bancos.

Na pontuação mínima desta quinta-feira o Ibovespa chegou a perder os 57 mil pontos, em queda de 0,70%, mas ainda tenta segurar esse patamar nesta sessão.

Por volta das 12h40, o índice à vista caía 0,56%,a os 57.066,70 pontos, depois de subir 0,81%, aos 57.850 pontos, na pontuação máxima, verificada pela manhã.

Neste horário, as ações ON e PNA da Vale caíam 1,66% e 1,26%, respectivamente, impactadas pela notícia de que as novas regras para o setor de mineração será definidas em medida provisória.

Bradespar PN, por sua vez, caía 1,30%, enquanto CSN ON recuava 1,57%. Também em queda estava o setor financeiro, realizando lucros após o tom mais suave da ata da reunião deste mês do Comitê de Política Monetária (Copom), que trouxe dúvidas sobre o início de alta da taxa básica de juros (Selic) em abril.

Itaú Unibanco PN caía 1,69% e Bradesco PN cedia 1,41%, ainda às 12h40.

No mesmo horário, no exterior, os índices Dow Jones e S&P 500 tinham valorização de 0,37% e 0,32%, respectivamente, beneficiados por novos indicadores econômicos favoráveis sobre os Estados Unidos anunciados nesta quinta-feira.