Bovespa suspende negócios da Brasil Foods

Sessão que irá apreciar o caso começa hoje às 10 horas

São Paulo – A negociação com as ações da Brasil Foods (BRFS3) foram suspensas hoje pela BM&FBovespa para esperar a decisão do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) sobre fusão entre a Sadia e a Perdigão, que deu origem à empresa.

“A partir do pregão de 13/07/2011, e até nova orientação, ficam suspensos os negócios com as ações de emissão dessa empresa, no aguardo da decisão do CADE e manifestação da BRF Foods”, informou a bolsa em nota.

O Cade irá a apreciar o caso na 495ª sessão ordinária a ser realizada hoje a partir das 10h. “A BRF manterá o mercado informado dos desdobramentos do assunto em questão”, informou a companhia hoje.

O vice-presidente de assuntos corporativos da Brasil Foods, Wilson Mello, disse ontem ao sair da sede do Cade que as negociações ainda não foram fechadas. “Amanhã, estaremos aqui para retomá-las às 8 horas”.

Acordo

O Blog Faria Lima, de EXAME.com, contudo, havia apurado que a Brasil Foods e o Cade chegaram ontem a um acordo. A decisão fará com que a empresa venda todas as suas marcas –  exceto Sadia, Batavo e Perdigão — e tire a marca Perdigão de mercados como o de linguiças e salames por um período que varia de um a cinco anos, dependendo do mercado. A marca Batavo ficará suspensa por cinco anos.

O acordo prevê também a venda de fábricas e centros de distribuição.