Bovespa sobe levada por Petrobras e Vale

No mercado local, a expectativa é de que o vencimento do índice futuro traga volatilidade aos negócios

São Paulo – O Ibovespa está em alta com ajuda da Petrobras e da Vale, e refletindo o viés positivo das bolsas internacionais.

Lá fora, os ganhos das bolsas europeias e em Nova York se apoiam em balanços corporativos positivos divulgados nos Estados Unidos e na coletiva do Banco Central Europeu, na manhã desta quarta-feira, 15.

Em Wall Street, as bolsas reduziram muito discretamente os ganhos hoje, reagindo a dados piores do que o esperado.

A queda de 0,6% da produção industrial dos Estados Unidos em março superou o recuo projetado por analistas (-0,4%).

Mais cedo, o índice Empire State de atividade em NY também caiu para -1,19 em abril, ante previsão de +8,0.

A entrevista do presidente do BCE, Mario Draghi, ainda está em andamento, mas por enquanto não afeta os ganhos dos índices acionários europeus.

Ele se disse surpreso com discussões sobre o fim do programa de relaxamento monetário e garantiu que as compras de ativos vão pelo menos até setembro de 2016.

No mercado local, a expectativa é de que o vencimento do índice futuro traga volatilidade aos negócios, principalmente durante à tarde. Às 10h27, o Ibovespa subia 0,51%, aos 54.257,57 pontos.

Petrobras PN ganhava 0,80% e a ON, +1,85%. Vale PNA avançava 0,98%, enquanto a ON, +1,15%.

Em Nova York, os balanços trimestrais melhores do que o esperado do Bank of America e da Delta Airlines dão suporte aos índices de ações, apesar dos dados econômicos ruins.

Às 10h41, o Dow Jones subia 0,54%; o S&P500, +0,50%; e o Nasdaq, +0,35%.