Bovespa fecha em alta com ajuda de Vale e siderúrgicas

Ações da Vale, metalúrgicas e setor elétrico ditaram alta do índice após queda registrada mais cedo

A melhora do mercado acionário norte-americano nesta terça-feira diminuiu a aversão ao risco e permitiu à Bovespa engatar uma trajetória de recuperação no fim da tarde.

Após passar quase o dia todo em queda, o Ibovespa migrou para o território positivo na última hora de pregão, impulsionado pela alta das ações da Vale, das metalúrgicas e do setor elétrico. A correção, no entanto, foi insuficiente para que a Bolsa retomasse o patamar dos 57 mil pontos, perdido no início da semana passada.

O índice à vista encerrou em alta de 0,59%, aos 56.948,87 pontos. Na mínima, caiu 1,01%, aos 56.047 pontos e, na máxima, alcançou 57.007 pontos, com avanço de 0,69%. O giro financeiro somou R$ 8,148 bilhões (dado preliminar). No mês, a Bolsa acumula perda de 4,71% e, no ano, de 6,57%.

“A Bolsa vinha caindo muito e parece estar buscando uma recuperação, mas de curto prazo. Por enquanto, vejo qualquer subida apenas como um repique”, disse o analista da Ativa Corretora Gilberto Coelho, em referência ao ganho nesta terça-feira, após as perdas mais recentes.

Entre as blue chips, a Vale, que divulga na quarta-feira (27) seus resultados do quarto trimestre, viu suas ações ON subirem 2,01% e as PNA com valorização de 2,54%, liderando a recuperação do Ibovespa.

Em contrapartida, Petrobras teve mais um dia de perdas. Os papéis ON caíram 1,34% e os PN recuaram 1,24%. Mais cedo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a Petrobras continuará tendo correções periódicas de preços, mas não deu indícios sobre um novo aumento no curto prazo.

As ações ON da OGX acompanharam a recuperação do Ibovespa e conseguiram fechar em alta de 3,98%, também com uma inversão para o azul ao fim dos negócios.

Com relevante participação no índice à vista, o setor siderúrgico marcou mais um dia de ganhos. O movimento de valorização deve início na véspera, com a notícia de que a Usiminas irá promover um reajuste de preços em março. Gerdau PN subiu 3,32% e CSN ON avançou 2,15%.

Os destaques de alta do Ibovespa foram liderados por Eletrobras ON, que subiu 4,14%. Em seguida, apareceram JBS ON (+4,02%), OGX ON (+3,98%), Metalúrgica Gerdau PN (+3,78%) e Duratex ON (+3,46%).

A principal queda do índice foi BR Malls, que perdeu 2,67%, seguida por Bradesco PN (-2,19%), Ultrapar ON (-1,99%), Light ON (-1,97%) e Itaúsa PN (-1,93%).

Por volta das 18h (horário de Brasília), em Wall Street, o índice Dow Jones subia 0,82%, o S&P 500 avançava 0,60% e o Nasdaq registrava alta de 0,47%.