Bovespa ensaia melhora com mineração e siderurgia

Às 11:07, o Ibovespa subia 0,08 por cento, a 78.657 pontos. O volume financeiro somava 1,9 bilhão de reais

São Paulo – O principal índice de ações da B3 ensaiava uma melhora na manhã desta terça-feira, apoiado no avanço de ações de mineradoras e siderúrgicas, embora o cenário político doméstico ainda alimente incertezas em relação ao desfecho das eleições em outubro.

Às 11:07, o Ibovespa subia 0,08 por cento, a 78.657 pontos. O volume financeiro somava 1,9 bilhão de reais.

No exterior, o índice MSCI de ações de mercados emergentes tinha variação positiva de 0,01 por cento, enquanto os preços do petróleo recuavam e o dólar tinha leve alta ante uma cesta de moedas.

Ainda no exterior, o tom positivo prevalecia nos pregões Europeus, enquanto Wall Street abriu com leves variações dos seus principais índices acionários.

Do cenário doméstico, agentes financeiros repercutiam nova pesquisa eleitoral, com os pré-candidatos com viés de situação e considerados reformistas pelo mercado mostrando desempenho fraco, enquanto nomes de oposição, vistos como ‘mais arriscados’ ganhando espaço na preferência dos eleitores.

De acordo com pesquisa DataPoder360, o pré-candidato do PSL à Presidência, deputado Jair Bolsonaro (RJ), lidera a disputa presidencial com apoio que varia de 21 a 25 por cento dependendo do cenário, tendo como rival mais próximo o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) com 12 por cento.

Os tucanos Geraldo Alckmin e João Doria tiveram empate técnico no levantamento, com 7 e 6 por cento, respectivamente.

DESTAQUES

– GERDAU PN valorizava-se 3,4 por cento, em sessão de alta das siderúrgicas, tendo como pano de fundo relatório do Morgan Stanley elevando a classificação das ações para ‘overweight’, com preço-alvo de 19 reais ante 18,3 reais anteriormente. O papel fechou a segunda-feira a 15,87 reais. CSN avançava 5,7 por cento e USIMINAS tinha alta de 2,76 por cento.

– VALE subia 2 por cento, em meio à alta do preço do minério de ferro à vista na China.

– SUZANO tinha elevação de 1,64 por cento, encontrando suporte no cenário positivo para aumento de preços de celulose. FIBRIA subia 0,87 por cento.

– PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiam 0,34 e 0,10 por cento, revertendo a queda registrada mais cedo, no segundo dia consecutivo de ganhos, após ser confirmado Ivan Monteiro como novo presidente-executivo e presidente do conselho administrativo da companhia. Investidores seguem atentos ao noticiário sobre a política de preços da estatal.

– ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON recuavam 5,7 e 5,4 por cento, após decisão do Tribunal Regional do Trabalho 1ª Região suspendendo o processo de privatização de distribuidoras de eletricidade da companhia que atuam no Norte e Nordeste.

– MAGAZINE LUIZA recuava 3,41 por cento, em sessão negativa para o setor de consumo como um todo, tendo ainda no radar relatório do Credit Suisse cortando a recomendação das ações para ‘neutra’, embora os analistas sigam positivos sobre o desempenho da varejista.