BOVESPA-Clima ameno permanece e índice sobe em dia de giro fraco

(Texto atualizado com mais informações e fechamento oficial
da Bovespa)

Por Rodolfo Barbosa

SÃO PAULO, 11 de outubro (Reuters) – Com os feriados
minando o volume de negócios, a bolsa de valores brasileira
conseguiu sustentar a leve alta do dia no fim da sessão, sem
notícias relevantes que pudessem alterar a morosidade do
mercado nesta segunda-feira.

O Ibovespa , principal índice acionário brasileiro,
fechou em leve alta de 0,19 por cento, para 70.946 pontos. O
volume financeiro da sessão foi de 3,89 bilhões de reais.

O mercado já previa uma sessão menos animada, com a véspera
de feriado no Brasil e o Columbus Day nos Estados Unidos
contribuindo para o volume fortemente reduzido da sessão.

Dessa forma, em um dia sem notícias de impacto, o mercado
doméstico se viu ainda no clima ameno de sexta-feira, quando a
aversão a risco e a xpectativa de atuação do Federal Reserve
para estimular a economia norte-americana ajudaram o Ibovespa a
subir 1,27 por cento.

Contudo, os principais índices de Wall Street acabaram
encerrando perto da estabilidade, sem variações expressivas
para nenhuma direção ao longo do dia.

O mercado norte-americano deve se agitar a partir da
terça-feira, com a Intel dando início à enxurrada de resultados
corporativos nos Estados Unidos na semana.

No Ibovespa a alta mais expressiva do dia ficou com a
Brookfield , que subiu 4,25 por cento, para 9,81
reais, depois de ser o destaque positivo ao longo da sessão.

Na sexta-feira a construtora havia divulgado seus números
de vendas contratadas no terceiro trimestre e lançamentos, que
foram bem vistos pelo mercado.

A corretora do Itaú apontou em relatório que os números
foram positivos, “com um sólido desempenho no segmento
residencial compensando os fracos números registrados no
trimestre anterior”.

Na outra ponta, Lojas Americanas perdeu 1,16 por
cento, para 17,10 reais, no dia em que o Barclays elevou o
preço-alvo para o papel de 14,50 para 15,80 reais, realizando
seus ajustes de previsão de resultados.

Entre as blue chips, a ação preferencial da Petrobras
fechou em queda de 0,58 por cento, para 25,85 reais,
enquanto a preferencial da Vale subiu 0,21 por
cento, para 47,40 reais.

BM&FBovespa subiu 3,37 por cento, para 15,05
reais, terceiro maior volume da sessão. Em relatório, a
corretora Shain disse que a recente entrada de recursos de
investidores estrangeiros no mercado brasileiro pode indicar
que o panorama para as ações domésticas seguirá positivo.

Por fim, OGX fechou em queda de 0,53 por cento,
para 22,68 reais, no dia em que o UBS iniciou sua cobertura
para o papel com recomendação de “compra” e preço-alvo de 29,50
reais.

(Reportagem de Rodolfo Barbosa; Edição de Aluísio Alves)