Bovespa opera em alta, puxada por Petrobras e cena externa

A Bovespa operava em alta, acompanhando o movimento dos índices internacionais

São Paulo – O principal índice da Bovespa subia nesta terça-feira, com as ações da Petrobras entre as maiores altas, após divulgação do plano de negócios, e tendo como pano de fundo a trajetória positiva de bolsas no mercado externo.

Às 11:09, o Ibovespa subia 0,6 por cento, a 57.695,2318392 pontos. O volume financeiro somava 1,15 bilhão de reais.

No exterior, os principais índices acionários eram guiados por expectativas quanto ao resultado da reunião do Federal Reserve na quarta-feira, com Wall Street em alta diante de apostas de manutenção dos juros norte-americanos.

Investidores ainda aguardam o desfecho da reunião de política monetária do banco central do Japão, também na quarta-feira.

Destaques

– PETROBRAS PN subia 3,52 por cento e PETROBRAS ON avançava 2,75 por cento, em meio à repercussão favorável da revisão do plano estratégico da companhia, com redução de 25 por cento no plano de investimento para o período entre 2017 e 2021. A alta nos papéis ocorria apesar do declínio dos preços do petróleo .

– BRADESCO PN subia 1,27 por cento, em sessão positiva para o setor bancário, tendo de pano de acordo com a justiça do Distrito Federal para a oferta de garantias de até 104 milhões de reais relacionada à operação Greenfield, da Polícia Federal.

– JBS valorizava-se 1,92 por cento. Na véspera, a companhia de alimentos deu início ao embarque de carne bovina in natura para os Estados Unidos, seguindo a rival MARFRIG , que recuava 1,71 por cento.

– RUMO LOGÍSTICA caía 6,38 por cento, após reportagem do jornal Valor Econômico dizendo que o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública pedindo à Justiça a anulação do contrato de concessão das linhas férreas no interior do Porto de Santos por indícios de fraude à lei de licitações e suspeita de formação de cartel.

– FIBRIA recuava 2,43 por cento, com o setor de papel e celulose no vermelho, em meio à queda do dólar frente ao real.

*Atualizada às 11h35