Bolsas europeias sobem com avaliação positiva do Fed

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com ganho de 0,98%, a 347,78 pontos

São Paulo – As bolsas europeias fecharam em alta nesta quinta-feira, 18, com os investidores fazendo uma leitura positiva do anúncio de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) e se mostrando esperançosos de que a Escócia vai votar por sua permanência no Reino Unido.

O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com ganho de 0,98%, a 347,78 pontos.

Embora o Fed tenha sinalizado , na quarta-feira, 17, que o aumento dos juros nos EUA poderá ser mais intenso em 2015, sua presidente, Janet Yellen, reafirmou a promessa da instituição de manter as taxas nas atuais mínimas históricas por um “período de tempo considerável”, o que trouxe certo alívio aos mercados financeiros.

Além disso, as pesquisas mais recentes sugerem que a maioria dos escoceses vai votar contra a proposta de independência em relação ao Reino Unido no plebiscito que começou mais cedo e deverá ser concluído no final da tarde, pelo horário de Brasília.

Os primeiros resultados da consulta popular serão divulgados durante a madrugada local.

No começo do dia, o Banco Central Europeu (BCE) realizou sua primeira operação de refinanciamento de longo prazo (TLTROs, na sigla em inglês), que faz parte do arsenal de medidas de estímulo que vêm sendo implementadas para impulsionar a ainda frágil recuperação da zona do euro.

Na operação, a primeira de oito programadas para serem realizadas até junho de 2016, 255 bancos tomaram 82,6 bilhões de euros em créditos, bem menos que os 100 bilhões a 300 bilhões de euros que se previa.

Apesar de modesto, o resultado dessa operação inicial pode reforçar apostas de que o BCE terá de recorrer a ações mais agressivas de estímulo, como um programa de relaxamento quantitativo.

Em Londres, o índice FTSE-100 subiu 0,57%, a 6.819,29 pontos, em meio à expectativa para o plebiscito escocês.

Já em Paris, o CAC-40 avançou 0,75%, a 4.464,70 pontos, apesar de especulação de que o rating da França está para ser rebaixado pela Moody’s.

Destacaram-se no mercado francês a Valeo (+2,5%) e a ArcelorMittal (1,88%), após avaliações positivas de analistas.

O alemão DAX teve o melhor desempenho entre os maiores mercados europeus, com alta de 1,41%, fechando na máxima intradia de 9.798,13 pontos.

A Bayer saltou 6,2% na Bolsa de Frankfurt, após revelar planos de lançar uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações de sua unidade de plásticos.

Entre mercados europeus considerados periféricos, o índice IBEX-35, de Madri, teve ganho de 0,77%, a 10.991,00 pontos, enquanto o PSI-20, de Lisboa, subiu 0,81%, a 5.905,32 pontos, e o FTSE-Mib, de Milão, apresentou alta marginal, de 0,08%, a 21.128,72 pontos.

Com informações da Dow Jones Newswires.