Bolsas europeias fecham sem direção única

A intervenção no Banco Espírito Santo (BES), anunciada ontem à noite, deu fôlego à bolsa de Lisboa, que encerrou com alta de 0,98%

São Paulo – As bolsas europeias fecharam em direções opostas, reagindo às notícias corporativas e às dúvidas provocadas pelas sanções à Rússia. Diante da cautela dos investidores, o índice Stoxx Europe 600 baixou 0,23%, para 331,15 pontos.

A intervenção no Banco Espírito Santo (BES), anunciada ontem à noite, deu fôlego à bolsa de Lisboa, que encerrou com alta de 0,98%, aos 5.854,36 pontos.

Após o agravamento da crise do grupo, que resultou em pedidos de recuperação judicial, o banco central português (Banco de Portugal) informou que a maior instituição privada do país será dividida em duas: os ativos bons ficarão no “Novo BES” e as operações problemáticas estarão no velho BES, o “banco ruim”.

As ações do BES, que caíram mais de 40% na sexta-feira e tiveram suas operações suspensas, não foram negociadas. Entretanto, os papéis do Banco Comercial Português subiram 6,14%.

O setor financeiro também impulsionou os negócios em Paris, onde o CAC-40 fechou com alta de 0,34%, aos 4.217,22 pontos. As ações do Credit Agricole subiram 1,98%, se recuperando da queda de 0,35% na sexta-feira, em meio a temores de exposição ao BES.

Outro papel em destaque foi o da AXA, que se valorizou 2,42% após o Bank of America-Merrill Lynch recomendar a compra.

Já em Londres, a alta de 0,91% nas ações do HSBC e de 0,71% nos papéis do Royal Bank of Scotland não foi suficiente para manter o FTSE-100 em campo positivo. A bolsa britânica fechou com leve retração, de 0,02%, aos 6.677,52 pontos.

O HSBC informou que reduziu suas provisões para créditos ruins no primeiro semestre deste ano.

Perdas mais acentuadas foram contabilizadas em Frankfurt, com o índice DAX baixando 0,61%, para 9.154,14 pontos, apesar do avanço nos papéis do setor automotivo.

As ações da BMW subiram 0,89%, acompanhadas pelas da Daimler (0,53%). Em compensação, as ações da Bayer caíram 1,04%, as da Basf recuaram 1,71% e as do Deutsche Bank baixaram 0,65%.

Segundo operadores, os investidores ainda se mostram receosos quanto ao possível impacto das sanções á Rússia sobre as operações das empresas alemãs.

Em Moscou, o índice Micex recuperou parte das perdas da semana passada ao subir 0,30%, para 1.379,00 pontos. As ações do banco VTB subiram 3,10%.

Na bolsa de Milão, o FTSE-MIB avançou 0,09%, para 20.381,39 pontos, enquanto em Madri o Ibex-35 caiu 0,17%, para 10.496,20 pontos.

Com informações da Dow Jones Newswires