Bolsas europeias fecham em alta com manutenção de juros

A manutenção da taxa pelo BCE significa que a política monetária acomodatícia será mantida por mais algum tempo

Londres – As bolsas europeias fecharam em alta nest quinta-feira, 05, sustentadas pela visão de que a manutenção das taxas básicas de juros pelo Banco Central Europeu (BCE) e pelo Banco da Inglaterra (BoE) significa que a política monetária acomodatícia será mantida por mais algum tempo.

Os investidores também receberam bem os indicadores divulgados nos EUA, que deram novos sinais de melhora na economia norte-americana. O índice Stoxx Europe 600 subiu 0,7%, para 304,55 pontos, o fechamento mais alto em quase duas semanas.

O presidente do BCE, Mario Draghi, afirmou em entrevista após a reunião do banco central que os juros permanecerão baixos por um “período prolongado”. “Embora o BCE não tenha feito mudanças na política nesta reunião, Draghi destacou que o conselho diretor permanece pronto para agir. O BCE não vai reagir apenas a um enfraquecimento dos dados, mas também se a recuperação não mantiver o ritmo”, comentou Timo del Carpio, economista do RBC Capital Markets.

A Bolsa de Londres fechou com alta de 0,89% no índice FTSE-100, aos 6.532,44 pontos. Marks & Spencer subiu 3,4% depois de ter sua classificação melhorada de “neutra” para “overweight” (acima da média) e o preço-alvo de sua ação elevado de 490 pence para 550 pence. Na ponta negativa, GlaxoSmithKline caiu 0,8% após informar que seu medicamento contra câncer chamado MAGE-A3 não atingiu o objetivo em um teste. A bolsa reagiu pouco à decisão do BOE de manter a política monetária inalterada.

Em Frankfurt as montadoras foram destaque, beneficiadas pelos relatórios fortes sobre vendas mensais nos EUA divulgados pelas fabricantes de automóveis ontem. BMW avançou 6,0%, Daimler ganhou 1,4% e Volkswagen obteve +1,2%. O índice DAX teve alta de 0,48%, para 8.234,98 pontos.

Paris terminou com ganho de 0,66%, aos 4.006,80 pontos. Renault subiu 5,8% sustentada pelo avanço geral das ações do setor automotivo e por comentários otimistas do executivo-chefe da Peugeot, Philippe Varin, sobre o mercado de automóveis da França. Peugeot teve alta de 5,4%. Outro destaque foi Vivendi, com +3,2%.

As ações da Telecom Italia saltaram 8,4% na Bolsa de Milão, ajudando o índice FTSE MIB a subir 0,78%, para 16.842,70 pontos. O jornal italiano La Reppubblica afirmou que o magnata egípcio Naguib Sawiris pode comprar uma participação na companhia em meio aos planos dela de aumentar o capital para atrair um novo investidor. O executivo-chefe, Franco Bernabe, teria afirmado em um evento em Bruxelas que, seja qual for a decisão, ela será discutida na reunião do conselho marcada para 19 de setembro.

A Bolsa de Madri fechou com alta de 0,70%, aos 8.550,00 pontos, e a Bolsa de Lisboa terminou com ganho de 0,85%, aos 5.950,16 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.