Bolsas dos EUA fecham em queda com perdas de Facebook e Apple

Sessão foi mais curta por conta do feriado de 4 de julho nos EUA

Os mercados acionários dos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira, pressionados pela Apple, Facebook e outras ações de tecnologia, em uma sessão mais curta por conta do feriado de 4 de julho.

O índice Dow Jones caiu 0,54%, a 24.175 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,494735%, a 2.713 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,86%, a 7.503 pontos.

O Facebook recuou 2,35% depois que o Washington Post divulgou que uma investigação federal sobre a violação de dados vinculada à Cambridge Analytica foi ampliada e incluirá mais agências do governo.

A queda nas ações da rede social, juntamente com a perda de 1,7% na Apple, pesou sobre o índice de tecnologia do S&P, que caiu 1,37%.

O setor de energia manteve os ganhos mesmo depois que os preços do petróleo reverteram o curso logo após a abertura do mercado, com os operadores registrando lucros.

As tensões comerciais continuam, com o presidente dos EUA, Donald Trump, fazendo na segunda-feira uma ameaça velada contra a Organização Mundial do Comércio (OMC). Também se aproxima o prazo de 6 de julho em que Washington deverá impor tarifas sobre bens chineses no valor de US$ 34 bilhões.

“No curto prazo, os fundamentos corporativos são bastante sólidos e a economia é forte”, disse Brant Houston, diretor administrativo da CIBC Private Wealth Management.

“Mas com a guerra comercial emergindo, há muita incerteza e muitas incógnitas. Até que tenhamos mais clareza, é difícil para os investidores voltarem para o mercado acionário”.