Bolsas dos EUA caem com precaução antes de balanços

Nova York – O mercado de ações norte-americano encerrou perto da estabilidade nesta segunda-feira, com ações do setor energético enfrentando uma onda de vendas devido aos preços menores do petróleo.

O Dow Jones avançou 0,01 por cento, para 12.381 pontos. O Standard & Poor’s registrou desvalorização de 0,28 por cento, para 1.324 pontos. O Nasdaq perdeu 0,32 por cento, para 2.771 pontos.

Temores de que custos crescentes de matérias-primas e de que os efeitos do terremoto no Japão afetem os resultados dos próximos trimestres, vão colocar previsões de empresas sob crescentes dúvidas.

A siderúrgica Alcoa, componente do Dow, deu início à temporada de balanços corporativos com a divulgação de seus resultados após o fechamento do mercado.

“As empresas vão tentar amortecer as expectativas no segundo trimestre”, afirmou o estrategista-chefe de investimentos da Subodh Kumar & Associates, em Toronto, Subodh Kumar.

As ações do setor de energia recuaram em linha com a queda dos preços futuros do petróleo nos EUA, alvo de um movimento de realização de lucros. Papéis da Occidental Petroleum registraram desvalorização de 3,2 por cento enquanto empresas do S&P 500 avançam 11,4 por cento.

Os lucros das componentes do S&P 500 estão se elevando em 11,4 por cento em relação a um ano atrás, de acordo com dados da Thomson Reuters, mas muito disso pode embutido no preço das ações. O S&P 500 acumula alta de mais de 5 por cento este ano.

O otimismo sobre os resultados contribuiu para ganhos recentes, apesar dos conflitos em regiões produtoras de petróleo e dos desastres no Japão. Apesar do avanço do S&P 500 este ano, o fraco giro do mercado levantou questões sobre a força do rali.