Bolsas de NY fecham em queda pela 4ª sessão seguida

Índice Dow Jones recuou 24,85 pontos (0,16%), para fechar em 15.889,77 pontos

Nova York – As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em queda pela quarta sessão seguida nesta quarta-feira, 04, em meio a especulações sobre a possibilidade de o Federal Reserve Bank (FED) começar a reduzir ainda este ano o volume mensal de compras de bônus.

Na bolsa de valores de Nova York, o índice Dow Jones recuou 24,85 pontos (0,16%), para fechar em 15.889,77 pontos. O S&P-500, por sua vez, registrou queda de 2,34 pontos (0,13%), encerrando o pregão em 1.792,81 pontos. Já o Nasdaq escapou por pouco do território negativo, fechando em alta de 0,80 ponto (0,02%), a 4.038,00 pontos.

A sessão desta quarta-feira, 04, foi volátil. Alguns indicadores econômicos divulgados nos últimos dias mostraram resultados melhores do que os esperados por analistas. Com isso, investidores e traders passaram a pesar a possibilidade de o Fed começar a reduzir as medidas de estímulo adotadas nos últimos anos com o objetivo de tirar a economia dos EUA da recessão e fazê-la voltar a crescer.

Nesta quarta o índice ISM de atividade do setor de serviços mostrou desaceleração em novembro, mas as vendas de imóveis residenciais novos em outubro registraram a maior alta desde 1980. Ao mesmo tempo, o déficit comercial norte-americano caiu para US$ 40,6 bilhões em outubro e as exportações aumentaram depois de três meses de queda.

Outro indicador levado em consideração foi a criação de 444 mil empregos no setor privado no período de 12 meses encerrado em outubro, acima da projeção de 426 mil. A melhora da situação do mercado de trabalho é vista como determinante para o início da retirada gradual das medidas de estímulo do Fed.

“Os investidores se habituaram à ideia de que em algum ponto o Fed vai precisar começar a sair do caminho”, disse Colleen Supran, gestora de carteira da Bingham, Osborn & Scarborough LLC. “Mas não vai ser um percurso tranquilo. Certamente teremos volatilidade nos preços das ações.”