Bolsas de NY caem com cautela ante dados de emprego

Nova York – Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em baixa, pressionados particularmente pelo declínio nos papéis de empresas do setor financeiro e refletindo a cautela dos investidores antes da divulgação do relatório sobre o mercado de trabalho do país, prevista para amanhã.

Segundo economistas do Goldman Sachs, o documento deve mostrar que a economia dos EUA gerou 25 mil postos de trabalho em agosto. A projeção é menor do que a de 50 mil empregos anunciada anteriormente pelo banco. “Os economistas estão diminuindo as expectativas”, disse Stephen Leuer, operador da X-FA Trading.

Também pesou sobre as bolsas o fato de a Casa Branca ter revisado para baixo suas estimativas sobre o crescimento da economia. Segundo o governo norte-americano, o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA deve crescer 1,6% em 2012. Originalmente, a estimativa era de uma expansão de 3,1%.

O Dow Jones caiu 119,96 pontos, ou -1,03%, para 11.493,57 pontos. O Nasdaq perdeu 33,42 pontos, ou -1,30%, para 2.546,04 pontos. O S&P-500 teve declínio de 14,47 pontos, ou -1,19%, para 1.204,42 pontos.

As bolsas chegaram a subir mais cedo depois de o Instituto para Gestão de Oferta (ISM) ter divulgado que seu índice sobre a atividade industrial dos EUA caiu a 50,6 em agosto, de 50,9 em julho. A queda foi menor que a prevista por economistas, que esperavam um declínio para 49,0. Além disso, o índice permaneceu acima de 50, o que sugere expansão da atividade.

Entre os destaques da sessão, as ações do Goldman Sachs fecharam em baixa de 3,49% depois de o Federal Reserve (Fed, banco central americano) ter ordenado ao banco que submeta a uma investigação independente as práticas de execução de hipotecas da Litton Loan Servicing, uma ex-subsidiária do Goldman que foi vendida à Ocwen Financial. Outros papéis do setor financeiro também caíram. O Citigroup e o Morgan Stanley perderam respectivamente 3,38% e 3,26%.

No setor automobilístico, a General Motors divulgou que suas vendas em agosto cresceram 18% em comparação a igual período do ano passado, mas o resultado decepcionou os investidores e as ações da montadora fecharam em queda de 4,16%. A Ford Motor, que divulgou um aumento de 11% nas vendas do mês passado, recuou 2,43%.

O volume de negócios na sexta-feira deve ser fraco, visto que muitos participantes do mercado pediram folga para poder aproveitar o fim de semana prolongado. Na segunda-feira, será feriado nos EUA. As informações são da Dow Jones.