Bolsas de NY abrirão de olho na fala do Federal Reserve

Com a agenda de anúncio de indicadores esvaziada no início desta semana, Wall Street espera os discursos de dirigentes importantes do Fed

Nova York – As bolsas norte-americanas devem iniciar a semana em queda, sinalizam os índices futuros.

Com a agenda de anúncio de indicadores esvaziada no início desta semana, Wall Street espera os discursos de dirigentes importantes do Federal Reserve (Fed) em busca de indícios sobre o futuro da política monetária do banco central dos Estados Unidos.

Às 10h15 (de Brasília), o Dow Jones futuro perdia 0,10%, o Nasdaq recuava 0,16% e o S&P 500 tinha baixa de 0,12%.

Nesta segunda-feira, 20, quem fará uma apresentação é o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans. Ele, que é membro votante do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), discursa às 14h (de Brasília) sobre as condições da economia e política monetária. Também fala hoje, a partir das 18h15 (de Brasília), o presidente do Fed de São Francisco, John Williams, que não vota no Fomc.

Já o presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, defendeu em uma entrevista ao canal de televisão CNBC a redução do ritmo de compras mensais de ativos. Fisher, porém, também não tem poder de voto no Fomc, mas frisou que conhece outros dirigentes que votam na reunião e que defendem um ritmo menor de compras de ativos.

“A semana, que promete ser bem importante, começa em ritmo lento em termos de indicadores”, destaca o economista-chefe do RBC Capital Markets, Tom Porcelli em e-mail a clientes nesta manhã. Nos próximos dias, além de dados do setor imobiliário e das encomendas de bens duráveis, sai na quarta-feira, 22, a esperada ata da última reunião do Fomc.

Também na quarta-feira, o presidente do Fed, Ben Bernanke, depõe no Congresso para fazer uma atualização aos deputados e senadores das perspectivas para a economia dos EUA. Mais dois dirigentes regionais do Fed, o de St. Louis e o de Nova York, ambos com poder de voto no Fomc, fazem apresentações nos próximos dias.

“O núcleo do Fomc vai falar sobre economia esta semana”, destaca o Bank of America Merrill Lynch em relatório a clientes. Com os índices das bolsas em níveis recordes de alta, essas apresentações serão monitoradas de perto para os investidores decidirem se tomam mais riscos ou realizam ganhos.


A expectativa é de que os dirigentes do Fed deem pistas sobre o futuro da política monetária, sobretudo da estratégia de compra de ativos para estimular a economia.

Porcelli, do RBC, argumenta que a ansiedade dos investidores aumentou nos últimos dias, principalmente porque os indicadores recentes vêm dando sinais mistos da atividade econômica, ora sugerindo recuperação em algum segmento, ora mostrando economia ainda fraca, como aconteceu com o dado da produção industrial da semana passada.

O economista-chefe do BoFA Merrill Lynch, Michael Hanson, espera que Bernanke e os outros dirigentes do Fed enfatizem a flexibilidade de o banco central poder aumentar ou diminuir as compras de ativos, conforme o ritmo da atividade econômica, mas que não sinalizem o fim dessa política para este ano. A expectativa do BoFA é que eles mostrem ainda alguma preocupação com o nível de inflação muito baixo do país.

No mundo corporativo, o dia está animado com notícias de fusões e aquisições. O Yahoo! anunciou nesta manhã a compra do Tumblr, uma plataforma que permite aos usuários publicarem posts com fotos, vídeos e comentários.

O portal vai pagar US$ 1,1 bilhão na aquisição, em dinheiro. A informação já havia sido alvo de rumores no final de semana na imprensa norte-americana. No pré-mercado, a ação do Yahoo apresentava ganho de 0,38%.

Já o Goldman Sachs pretende vender o resto de sua participação no Industrial & Commercial Bank of China (ICBC) por US$ 1,1 bilhão, de acordo com o The Wall Street Journal citando fontes próximas.

Em janeiro, o banco norte-americano já havia vendido uma participação no banco chinês. No pré-mercado, o papel do Goldman recuava 0,42%. A Actavis, por sua vez, anunciou que vai comprar a Warner Chil.