Bolsas de Buenos Aires e de Santiago fecham em alta

O índice Merval, da Bolsa de Buenos Aires, fechou nesta sexta-feira em alta de 2%, para 2.769,75 pontos. O Índice Geral da Bolsa, por sua vez, subiu 0,95%, para 155.490,65 pontos, enquanto o Merval 25 avançou 2,02%, para 2.839,67. O giro financeiro do pregão foi de 74,8 milhões de pesos (US$ 17,3 milhões), com 49 papéis em alta, 23 em queda e 10 estáveis.

Entre os títulos que fazem parte do Merval, as principais altas foram de Edenor (8,55%), Siderar (5,32%) e BBVA-Banco Francés (4,89%). Já as quedas mais significativas foram as de Ledesma (-1,93%), Tenaris (-1,36%) e Petrobras (-1,05%).

No mercado de câmbio, o dólar fechou em alta de um centavo, para 4,33 pesos para venda. 

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, o IPSA, registrou neste domingo alta de 0,31%, aos 4.201,48 pontos. Já o índice geral da bolsa chilena (IGPA) registrou alta de 0,24%, para 20.245,87 pontos. O volume financeiro do dia foi de 100.278.890.614 pesos (cerca de US$ 196,62 milhões) em 5.760 negócios.

O Inter 10, que mede o desempenho local dos títulos negociados em ADRs (American Depositary Receipts) em Nova York e que são um importante componente do IPSA, teve aumento de 0,43%, para 5.386,94 pontos.

O índice geral (IGBC) da Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) fechou em queda de 0,30% nesta sexta-feira, aos 12.932,56 pontos. O giro financeiro foi de 93,545,56 bilhões de pesos, cerca de US$ 49,53 milhões.

O Índice de Preços e Cotações (IPC), principal indicador da Bolsa Mexicana de Valores, fechou nesta sexta-feira em queda de 213,90 pontos (0,58%), até os 36.804,05 pontos. Foram negociados no pregão 236,9 milhões de títulos, pelos quais foram pagos 6.291 bilhões de pesos (aproximadamente US$ 459 milhões).

Das 84 empresas que cotaram ações, 26 registraram alta, 52 baixa e seis permaneceram estáveis.