Bolsas da Europa fecham sem direção única

O índice pan-europeu Stoxx 600 teve leve alta de 0,05%, fechando a 299,58 pontos

Londres – As bolsas europeias fecharam sem direção nesta quarta-feira, 31. Dados melhores que os esperados dos EUA ajudaram os principais índices a encerrarem no azul, mas os movimentos foram contidos, com os investidores preferindo esperar pelo comunicado de política monetária do Federal Reserve. O índice pan-europeu Stoxx 600 teve leve alta de 0,05%, fechando a 299,58 pontos.

O dia agitado para os mercados começou com a divulgação do relatório ADP, que mede a criação de vagas de emprego no setor privado. Em julho, foram criados 200 mil vagas, ante expectativa de 183 mil postos projetados pelos economistas.

Apesar de não ter correlação forte com o relatório do Departamento de Trabalho, que sai na sexta-feira, os números do ADP são usados para sinalizar tendências do mercado de emprego.

Na zona do euro, a taxa de desemprego seguiu em 12,1% em junho. O quadro, porém, parece menos sombrio: o número de desempregados caiu em 24 mil no mês.

Essa foi a primeira redução do número de pessoas sem trabalho desde abril de 2011. Ainda que a notícia seja positiva, o universo de desempregados continua grande: 19,27 milhões de pessoas não têm trabalho apenas na zona do euro.

Também de manhã um dado conhecido mostrou outra consequência da crise. Na Espanha, as vendas no varejo caíram 0,7% em junho na comparação com maio no levantamento dessazonalizado. Ante junho de 2012, o recuo é de 5,1%. As vendas no varejo também caíram na Alemanha e o gasto dos consumidores recuou na França.


Em Londres, o índice FTSE ganhou 0,76% e encerrou a sessão a 6.621,06 pontos. A Fresnillo liderou as perdas, com queda de 1,8%. Já a Diageo subiu 3,2%, impulsionada por resultados positivos do primeiro semestre.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 0,15% e fechou a 3.992,69 pontos. O índice DAX da Bolsa de Frankfurt subiu 0,06%, fechando a 8.275,97 pontos.

Já o índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, recuou 1,16%, fechando a 5.721,46 pontos, afetado pelo declínio de quase 70% nas ações do banco Banif. Após um aumento de capital, começaram a circular hoje 10 bilhões de novas ações do banco.

O índice FTSE-Mib, da Bolsa de Milão, caiu 0,37%, aos 16.482,35 pontos. Em Madri, o índice IBEX-35 teve queda de 0,27%, a 8.433,40 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.