Bolsas da Ásia têm queda com temores sobre China

Parte das bolsas da região continuou a sofrer com os fracos dados econômicos divulgados por Pequim na semana passada

Tóquio – Os principais mercados asiáticos voltaram a fechar no campo negativo nesta segunda-feira. Parte das bolsas da região continuou a sofrer com os fracos dados econômicos divulgados por Pequim na semana passada, que aumentam as preocupações de uma desaceleração econômica da China no terceiro trimestre.

Este foi novamente o caso na Bolsa de Hong Kong. O Hang Seng caiu 0,3% e terminou aos 20.081,36 pontos, também no embalo da forte queda nos mercados chineses.

As blue chips nas Bolsas da China derrubaram os índices, em meio às preocupações de que a recente rodada de dados econômicos domésticos ainda tem de mostrar uma reviravolta. O Xangai Composto caiu 1,5% e terminou aos 2.136,08 pontos, devolvendo metade da alta acumulada de 3% na semana anterior. O Shenzhen Composto perdeu 2,1%, aos 887,65 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em leve baixa, com a caça por pechinchas em ações de tecnologia compensando o declínio do setor financeiro. O índice Taiwan Weighted recuou 0,06%, aos 7.436,30 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, encerrou o dia em baixa. O índice Kospi caiu 0,72%, aos 1.932,44 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou em leve alta. Mesmo após uma série de anúncios positivos de companhias australianas, a bolsa foi prejudicada pelo crescimento do PIB do segundo trimestre do Japão, que foi menor do que o esperado. O índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,14%, aos 4.283,30 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, também fechou em leve alta, ajudada pelas compras no final da sessão nas principais blue chips. O PSEi ganhou 0,2% e encerrou aos 5.271,78 pontos, com moderado volume de negociações. As informações são da Dow Jones.